Modelo chegará ao mercado em 2019 em versão hatchback de 4 portas

Apresentado ao público no Salão de Paris de 2016 ainda como conceito, o primeiro membro da nova família de carros elétricos da Volkswagen já tem nome definido. Conforme relata nesta semana a revista alemã Auto Bild, o modelo conhecido até então pela sigla I.D. chegará ao mercado em 2019 carregando o batismo Neo. Derivado do grego "néos", o termo significa "novo, atualizado, recém-chegado" e vai exatamente ao encontro da proposta de renovação sugerida pela marca.

Leia também:

Com estilo futurista e motorização 100% elétrica, o Neo não deverá fugir do conceito em termos estéticos. As linhas finais serão naturalmente revistas no sentido de adequar a carroceria para a produção em série, mas mudanças drásticas não estão previstas. Também devem ser mantidas as dimensões, que no protótipo são de 4,10 metros de comprimento (15,5 cm menos que o Golf), 1,53 m de altura e 1,80 m de largura, além de 2,75 m de entre-eixos.

Volkswagen I.D. Concept

A plataforma usada será a MEB, dedicada a modelos elétricos, e a motorização não deverá fugir da proposta já apresentada: motor elétrico no eixo traseiro com 170 cv, para uma aceleração de 0 a 100 km/h em 8 s e algo em torno de 600 km de autonomia.

Toda a produção será concentrada na fábrica alemã de Zwickau, região da Saxônia. Não por acaso, a VW diz que transformará a planta no maior centro de mobilidade elétrica de toda a Europa. O Neo será o primeiro a chegar ao mercado, por volta de 2019. Na seqüência, serão apresentados o I.D. Buzz (releitura da finada Kombi) e o I.D. Crozz (carroceria SUV), seguidos de uma série de derivações. Concessionárias da Europa, Estados Unidos e China serão as primeiras a receber a nova gama.

Fotos: Auto Bild

Galeria: Volkswagen I.D. Concept