Com nova versão básica e mudanças na topo, picape feita em Catalão (GO) mata de vez a geração anterior

A grande novidade da linha 2019 da L200 Triton Sport não é o que chega, mas sim o que deixa de ser produzido. Depois de quase dois anos de lançada, a nova geração da picape média substitui de vez a L200 Triton, que ainda era vendida. Com isso, a picape média produzida em Catalão (GO) perde temporariamente as versões com motores 2.4 e 3.5 (V6) flex. 

Mitsubishi L200 Triton Sport 2019

Leia também:

No acumulado de 2018 (janeiro a março), a L200 vendeu 2.485 unidades, contando todas as versões. Porém, a partir de maio, apenas s Sport, com motor 2.4 turbodiesel, estará disponível nas concessionárias da marca. Questionada sobre esta "baixa" na oferta de versões, a Mitsubishi afirmou que a picape terá motorizações flex em um segundo momento, mas não abriu se manterá o 4 cilindros e o V6 em linha ou investirá em novos propulsores. 

Mitsubishi L200 Triton Sport 2019

Apesar de a marca não falar sobre a aliança com a Renault-Nissan, como acontece no exterior, há um fato curioso na nova central multimídia da L200 Triton Sport. Ao ligá-la, aparece a mesma interface que encontramos nos Nissan Kicks e Frontier. É boa e rápida, com funções como o Waze e Spotify, mas deixa claro que há um dedo do grupo, mesmo a Mitsubishi sendo administrada pela HPE no Brasil. 

Fotos: divulgação

Galeria: Mitsubishi L200 Triton Sport 2019