Retorno da marca à região começa pelo Uruguai

Anunciado desde 2017, o retorno da espanhola Seat aos países do Mercosul se concretiza nesta semana com o lançamento de três modelos no Uruguai. A operação acontece pelas mãos de um importador oficial e, neste primeiro momento, chama atenção pela escolha inusitada do portfólio. Isso porque, no acesso da gama, a marca optou por oferecer no país o Ibiza da geração passada, datado de 2008 e já descontinuado na Europa, onde foi substituído por uma nova linhagem baseada na plataforma MQB.

Leia também:

Como justificativa, a Seat mencionou a preocupação com eventuais problemas mecânicos decorrentes da má qualidade dos combustíveis locais. De todo modo, o hatchback estreia sempre com motor 1.6 MSI de 110 cv e opção de câmbio manual de 5 marchas ou automático Tiptronic de 6 posições (basicamente o mesmo powertrain do VW Polo produzido no Brasil). A gama é formada pelas versões Reference e Style, com preços que variam entre US$ 21.990 e US$ 28.950 - cerca de R$ 75.350 e R$ 99.200 numa conversão direta.

Na sequência, o portfólio é composto pelos modelos Toledo (sedã lançado originalmente em 2012) e León (hatchback médio atualizado pela última vez em 2016).

SEAT Ibiza Mk4

Seat no Brasil

Atuante por aqui entre os anos de 1995 e 2002, a Seat alimenta o sonho de voltar ao país com uma operação mais estruturada. Em anúncio recente, Luca de Meo, presidente-executivo da marca, confirmou que há planos para atuar nos mais variados países da América Latina com produção local, tomando como base instalações da Volkswagen. “A Seat estuda a viabilidade de vender e fabricar carros na América Latina. O Grupo VW conta com complexos no México, Brasil e Argentina", disse à época.

Fotos: Divulgação

Galeria: SEAT Ibiza Mk4