Fábrica em São Bernardo do Campo trabalha perto do limite

A Volkswagen está com um problema. A capacidade de produção na Fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP) está a quatro unidades do limite diário de 1.100 veículos. A situação foi revelada por fontes ligadas à marca, citando também que Polo e Virtus tem noventa dias de espera nas versões topo de linha. Isto já leva a montadora a estudar a possibilidade de aumentar o investimento na região para ampliar a capacidade de produção.

Leia também:

“Anchieta está no limite, mas isso é um problema bom”, revela a fonte. De fato, é um alívio ter uma dificuldade depois de ter enfrentado um embate com uma fornecedora, que obrigou a fabricante a paralisar a produção de todas as suas fábricas – e que ainda foi uma briga mundial. A solução seria expandir sua produção, elevando o valor investido, atualmente de R$ 7 bilhões até 2020.

Outra solução que pode ser adotada pela fabricante é utilizar a linha em São José dos Pinhais, atualmente parada enquanto recebe o maquinário para produzir o SUV compacto T-Cross. Como usa a mesma plataforma MQB-A0, além de compartilhar muitos outros componentes, poderia receber Polo e Virtus na linha de montagem. Segundo Pablo Di Si, presidente da Volkswagen para América do Sul e Caribe, esta movimentação é possível, embora não seja desejável.

Volkswagen Polo

Porém, ampliar a produção pode não resolver o problema. Segundo Di Si, a Volkswagen ainda encontra alguns gargalos no fornecimento de algumas peças, tanto feitas aqui quanto importadas, como é o caso do painel digital Active Info Display. “O painel digital é realmente um sucesso e temos uma demanda reprimida para atender”, explicou o executivo ao Motor1.com, durante a comemoração dos 65 anos da Volkswagen no Brasil.

Segundo o Valor Econômico, a fabricante irá decidir nos próximos dias se irá aumentar o investimento no Brasil. Um dos entraves é a falta de definição sobre o novo regime automotivo, que ainda não foi assinado pelo presidente Michel Temer. Em um evento no Nordeste, o presidente disse que irá se reunir com a equipe para analisar o novo programa automotivo e pretende assinar o documento até início de maio.

Fonte: Valor Economico
Fotos: Motor1.com

Galeria: Teste VW Polo 1.0 MPI