SUV passa a ter só motor 1.8 E.torQ como opção a gasolina

A Jeep lança a linha 2018 do Renegade na Argentina e as novidades não adiantam nenhuma das mudanças que serão feitas no modelo brasileiro. Ainda não passa pela reestilização, esperada para no segundo semestre deste ano. O que mudou no SUV vendido para os hermanos é uma notícia bem triste. Perderam o motor 2.4 Tigershark de 187 cv, que equipava a versão Longitude, opção que nunca foi oferecida por aqui. Agora contam somente com o 1.8 E.torQ a gasolina e o 2.0 Multijet turbodiesel.

Leia também:

Além da perda do 2.4 Tigershark, o Jeep Renegade 2018 para a Argentina ganha a série especial Sport Wild, que servirá como versão de entrada e terá somente 500 unidades. Apesar do nome sugerir uma mudança estética, este modelo é igual ao Sport normal, contando apenas com um preço reduzido de 465 mil pesos (R$ 75,2 mil), enquanto o Sport 1.8 custa 515.900 pesos (R$ 83,5 mil).

Com o downgrade, a versão Longitude passa a usar o 1.8 E.torQ de 130 cv, sempre equipado com o câmbio automático de 6 marchas. A única opção com o 2.0 Multijet turbodiesel de 170 cv é a topo de linha Trailhawk, com transmissão automática de 9 posições e tração 4x4. Curiosamente, não recebeu as mudanças feitas na linha 18/18 no Brasil, que substituiu o estepe de tamanho normal por um de uso temporário nas versões flex, aumentando a capacidade do porta-malas para 320 litros.

Galeria: Jeep Renegade 2019 - Flagra

Novo Renegade em breve

Enquanto isso, a marca trabalha à todo vapor na reestilização do Renegade. É esperado para o segundo semestre, com novo para-choque, interior igual ao do Compass e nova central multimídia. A estreia na Europa está marcada para setembro e pode ser a atração da Jeep para o Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. Não há informações sobre alterações mecânicas.

Fonte: Argentina Autoblog
Fotos: Motor1.com

Galeria: Jeep Renegade Sport manual