Agora conta com painel de instrumentos digital e condução semi-autônoma

A geração atual do Mercedes-Benz Classe C passa por uma renovação mais importante do que um retoque no design. Lançado em 2015, o sedã acabou envelhecendo rápido em comparação com os rivais e agora teve que correr atrás do prejuízo. O motor 2.0 turbo ficou mais potente e ganhou equipamentos como painel de instrumentos digital e controle de cruzeiro adaptativo com condução semi-autônoma. A estreia oficial acontece em março, durante o Salão de Genebra (Suíça).

Leia também:

Mais tecnológico, o novo Mercedes-Benz Classe C adota tecnologias vindas dos modelos mais acima, como Classe E e Classe S. Uma das novidades é o painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas (oferecido como opcional) e que é controlado pelo volante com botões sensíveis ao toque. A central multimídia tem a opção de uma tela de 10,25 polegadas, ou a padrão de 7 polegadas, ambas com integração com smartphones – só faltou ser sensível ao toque, mas ainda é comandada somente pelos comandos no console central.

Mercedes-Benz Classe C 2018 reestilizado

Como não poderia faltar, recebe o sistema Intelligent Drive da Mercedes, vindo do Classe E. Ganha um sistema melhorado para o radar e as câmeras, que o permitem ter um alcance maior e detectar mais informações como as faixas no chão e as placas de trânsito. Assim, ganha condução semi-autônoma, movendo o volante automaticamente quando ativado para curvas mais leves e acompanha o trânsito à frente.

Na motorização, a novidade é o motor 2.0 turbo de quatro cilindros, que ficou mais potente. Agora gera 258 cv e 37,7 kgfm, combinado ao câmbio automático 9G-Tronic de 9 marchas. Estará disponível nas versões C300 e C300 4Matic.

Mercedes-Benz Classe C 2018 reestilizado

Visualmente, as mudanças são bem sutis. A grade no estilo AMG com uma haste horizontal e detalhes em forma de diamante é padrão para todas as versões. Os novos faróis em LED também são de série. A frente mudou um pouco com as aletas horizontais nas entradas de ar laterais do para-choque, enquanto a traseira ganhou linhas novas para o para-choque e lanternas em LED. As rodas também ganharam novo desenho e são de 17 polegadas.

A Mercedes-Benz ainda não diz quando o novo Classe C deve chegar ao Brasil. Não teremos que esperar muito, já que a produção do modelo em Iracemápolis (SP) é feita em CKD, com peças importadas. Espere por uma estreia no segundo semestre, para que seja uma das estrelas da marca no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

Fotos: Divulgação

Mercedes-Benz Classe C 2018 reestilizado