Sedã corre o risco de ser descontinuado já em maio, adianta o site BMWBlog

Lançada na Europa em 2014, a atual geração do BMW M3 poderá sair de linha bem antes do previsto. Conforme relata o pessoal do BMWBlog, o tradicional sedã esportivo corre série risco de ser descontinuado já no próximo mês de maio, encerrando seu ciclo de vida com apenas 4 anos de existência. O motivo está diretamente relacionado à introdução do chamado ciclo de condução WLTP, que será usado como padrão para determinar níveis de poluentes, emissões de CO2 e consumo de combustível em veículos de todo o mundo.

Leia também:

BMW M3 CS

Para ser enquadrado dentro deste novo protocolo, o M3 precisaria receber um novo filtro de partículas Otto, considerado complexo e exigido já a partir de 1º de junho. Ao invés disso, a BMW optará por encerrar a produção e concentrar todos os esforços no desenvolvimento da próxima geração, que resultará na apresentação do Série 3 em 2019 e do próprio M3 em 2020. Por outro lado, o M4 não será afetado pela medida e seguirá sendo fabricado por mais alguns meses.

Falando na próxima linhagem, os principais rumores indicam que o novo M3 ficará com potência próxima dos 500 cv e fará uso de um sistema híbrido-leve de 48 volts. A arquitetura será baseada na conhecida plataforma CLAR e renderá ganhos consideráveis em redução de peso e dinâmica de condução.

Fonte: BMWBlog

Galeria: BMW M3 CS