Marcas trocaram farpas em Detroit com declarações pra lá de provocativas

Discussões entre executivos não são raras de acontecer no meio automotivo e, sempre que vêm à tona, acabam dando bastante pano pra manga. O mais recente exemplo vêm do Salão de Detroit, onde foi travado entre duas gigantes do setor: Hyundai e Volkswagen. Tudo começou durante a apresentação local dos modelos i30 N e Veloster N, quando o chefão da divisão, Albert Biermann (ex-BMW), acabou falando mal da concorrência, mais especificamente do Golf GTI. Nas palavras de Biermann, o alemão não é páreo para os rivais sul-coreanos na pista e passa longe de acompanhá-los no quesito confiabilidade.

Leia também:

"Pode haver alguns GTI que são adequados para condução em pista, mas se você tomar como base a versão padrão, não é assim", disse Biermann a jornalistas australianos. "É um ótimo carro, mas depois de duas voltas a diversão acaba. Quero dizer, vocês sabem", continuou. O executivo também insinuou que o rival alemão "se deteriora com facilidade" e, ao responder sobre em quais partes isso acontece, foi enfático: "tudo".

Hyundai i30 N

A Volkswagen não deixou por menos e prontamente acionou Michael Bartsch, diretor da divisão australiana, para responder à altura. Em tom provocativo, o executivo retrucou: "Reivindicações extraordinárias estão sendo feitas para supostos rivais que ainda não estão nem à venda". E continuou: "Enquanto qualquer um pode produzir um 'track day' especial, a expertise e a experiência de engenharia necessárias para fazer um GTI ou um R - carros que também se destacam no mundo real - são mais difíceis de alcançar".

Por enquanto as provocações pararam, mas qualquer faísca pode reacender a discussão. Que tal um comparativo i30 N vs Golf GTI para tirar a prova?

Fonte: Motoring [1], [2]

Galeria: Hyundai Veloster N