Fábrica de 110 anos em Detroit vai trabalhar em soluções para o futuro

A Ford volta ao lugar onde tudo começou há 110 anos para criar o futuro. Nesta semana, a montadora norte-americana anunciou que irá reativar um dos seus centros de produção mais emblemáticos e antigos no bairro de Corktown, em Detroit.

Inaugurado há 110 anos com o nome "The Factory", o local servirá como quartel general para o desenvolvimento de tecnologias para equipar veículos autônomos e elétricos já a partir do ano que vem. Assim como quase todas as grandes montadoras, a decisão tem o aspecto estratégico de criar novos modelos de negócios de transporte e serviços. O objetivo, nada modesto, é de se tornar a empresa de mobilidade mais confiável do mundo, desenvolvendo veículos inteligentes para um mundo conectado.

Fábrica da Ford em Corktown - Detroit

Totalmente restaurada, a planta de 4.180 metros quadrados de área permitirá que um time com mais de 220 profissionais faça uma imersão nos desafios e soluções de mobilidade em um ambiente urbano.

Leia também:

O local não poderia ser mais emblemático. Foi na região de Dearborn, Michigan, que os antepassados do presidente executivo da marca, Bill Ford, se instalaram após emigrarem da Irlanda. “Regressar a Detroit é particularmente importante, porque é onde o meu bisavô se estabeleceu para perseguir a sua paixão e é a cidade que chamamos de lar”, afirma Bill Ford.

A equipe em Corktown será comandada por Sherif Marakvy, vice-presidente de veículos autônomos e eletrificação da Ford, e também abrigará projetos estratégicos, como o team Edison – equipe especializada que visa acelerar o desenvolvimento global da nova geração de veículos elétricos da marca.

Fotos: divulgação 

Galeria: Fábrica da Ford em Corktown - Detroit