Após 15 anos, modelo deixa de ser feito em Betim (MG)

Pouco depois de revelar o fim da perua Weekend, agora é o Fiat Doblò que teve sua produção encerrada em Betim, segundo nossos amigos do Autos Segredos. O multiuso estava em produção há 15 anos e passou por duas reestilizações desde o lançamento, em 2012. Assim como a Fiat fez com outros modelos, o Doblò continuará no site até que esvaziar os estoques. Este é o quarto modelo da Fiat a dar adeus em 2017, junto com Weekend, Palio e Punto.

Oficialmente, a Fiat diz que o Doblò segue em produção e que fabricou 692 unidades do multiuso neste mês. Mas outros indicativos de que está no momento de dar adeus. O Doblò emplacou 5.060 unidades até agora, com alguns momentos de queda a ponto de emplacar 135 unidades. Seu melhor mês foi outubro, quando emplacou 764 unidades. Além disso, não foi atualizado para o modelo 2018, ao contrário da perua Weekend.

Se encontrar o Doblò nas lojas, verá que a Fiat cobra R$ 82.000 pela versão Essence de cinco lugares, com motor 1.8 de 130 cv e 18,4 kgfm, acoplado ao câmbio manual de cinco marchas. Por mais R$ 1.500, é possível levar o Doblò com sete lugares, com os mesmos equipamentos e motor, por R$ 83.500. Por fim, a versão topo de linha é a Adventure, que ganha detalhes aventureiros como moldura plástica na lateral e sobre a caixa de rodas, grade diferenciada e mais.

Com o fim do Doblò e da perua Weekend, a Fiat passa a fabricar somente seis modelos em seu complexo em Betim (MG): Argo, Grand Siena, Mobi, Fiorino, Strada e Uno. O Grand Siena irá perder as versões mais caras, com a chegada do Cronos, embora a marca diga que irá manter as configurações 1.0 pois não pretendem que o novo sedã fique tão simples. A Strada deve ser renovada em breve, adotando a plataforma da Fiorino e a identidade visual que a Fiat estreou com o Mobi.

Fonte: Autos Segredos

Fiat Doblò