Sedãs continuarão a ser parte importante do futuro da marca

Enquanto o Jetta continua a ser o carro mais vendido da Volkswagen nos Estados Unidos, a demanda por crossovers e SUVs continua a crescer e a fabricante alemã sabe bem disso. Dando o próximo passo lógico para aumentar as vendas, a fabricante planeja lançar dois novos crossovers.

Leia também:

O primeiro do par será um SUV de cinco lugares, posicionado abaixo do Atlas, o que significa que irá mirar no Hyundai Santa Fe Sport, Ford Edge e similares. É descrito por Hinrich Woebcken, presidente da Volkswagen of America, como um modelo "parecido com cupê". Esperamos que tenha um teto de formato similar ao do BMW X4.

Já o segundo crossover inédito será menor, posicionado abaixo do Tiguan Allspace. Este é um carro que já falamos a respeito, a versão VW do Skoda Karoq e que é conhecido como Projeto Tarek. Será produzido na Argentina e entrará no nosso mercado no lugar do Tiguan, de olho no Jeep Compass. Também chegará aos EUA, com produção no México.

A Volkswagen quer que os dois SUVs estejam nas concessionárias antes de 2021, porém levará pelo menos dois anos para que estejam nas ruas. Enquanto isso, a marca não irá abandonar o segmento de sedãs, que continua a ter um papel importante para a fabricante.

2018 VW T-Roc

A Volkswagen irá lançar a nova geração do Jetta no Salão de Detroit 2018, em janeiro. Além disso, prepara a reestilização do Passat tanto para o mercado norte-americano quanto para o global - o sedã tem duas versões diferentes para estes mercados. E ainda terá uma versão do Arteon para os gringos e o Passat GT com motor VR6.

Estará bem ocupada entre 2019 e 2021, pois a marca alemã planeja lançar dois novos modelos a cada 12 meses. Isso irá reduzir o ciclo de vida de seus produtos e, basicamente, irá renovar toda sua linha de produtos até o final de 2021.

Fonte: Autoblog