SUV compacto produzido em Resende (RJ) começa a ser exportado

Agora que a demanda pelo Nissan Kicks foi estabilizada no Brasil, a fabricante começa a enviar o SUV compacto para a Argentina. Chegará para substituir o modelo mexicano, lançado no país vizinho em junho deste ano, com apresentação feita no Salão de Buenos Aires. A versão brasileira é produzida em Resende (RJ), na mesma linha que fabrica o hatch March e o sedã Versa.

Nissan Kicks S Manual

Assim como no nosso mercado, o Nissan Kicks será vendido na Argentina em quatro versões, todas com motor 1.6 de 114 cv e 15,5 kgfm. O modelo de entrada é o único que tem opção de transmissão manual de 5 marchas, enquanto as demais usam o automático do tipo CVT. Os preços variam entre 466.600 e 533.200 pesos argentinos (R$ 88.607 a R$ 101.254, em conversão direta).

Leia também:

A fábrica em Resende já exporta carros para oito mercados: Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai, sendo que 44% das unidades exportadas vão para a Argentina. Nossos vizinhos são os primeiros a receberem o Kicks feito aqui e o plano é aumentar a exportação para os demais países da América Latina.

Nissan Kicks S Manual

O México, no entanto, não sairá perdendo. O Nissan Kicks foi apresentado no Salão de Los Angeles, chegando aos Estados Unidos como substituto do polêmico Juke e virá importado da fábrica mexicana. Será mais equipado no mercado norte-americano, com 7 airbags, sistema de som Bose e frenagem automática de emergência de série – só temos o último item, e disponível somente na versão topo de linha.

Fotos: Divulgação e Motor1.com

Nissan Kicks S CVT