SUV compacto irá substituir o Juke no mercado norte-americano

A Nissan não estava exagerando quando disse que o Kicks era um produto global. O SUV compacto é a estreia mais importante da marca para o Salão de Los Angeles (EUA), onde será vendido no lugar do polêmico Juke. Ainda não tem preços, que serão divulgados próximo do lançamento, em junho do ano que vem. Receberão o crossover do México, aproveitando a linha de produção que forneceu as primeiras unidades vendidas no Brasil.

Leia também:

O modelo não será muito diferente do Kicks nacional. A principal novidade é o motor, um 1.6 de 126 cv e 15,9 kgfm de torque, enquanto o modelo brasileiro gera 114 cv e 15,5 kgfm. Estará disponível somente com o câmbio CVT, descartando uma versão mais barata com transmissão manual, pouco usada nos Estados Unidos. Não será dessa vez que receberá tração integral, mantendo o sistema de tração dianteira.

2018 Nissan Kicks

Como é de praxe, será mais completo nos EUA. Virá de série com frenagem automática de emergência e 7 airbags, além do sistema de som Bose com alto-falante no encosto de cabeça do motorista. Fora isso, contará com os mesmos itens, como as  câmeras para visão 360°, assistente de ponto cego, central multimídia com tela de 7”, tela digital para o computador de bordo e câmera de ré.

A aposta da Nissan para o Kicks é que ele consiga atrair um público jovem por ter design mais ousado que os tradicionais carros da marca, mas sem estar fora da curva como o Juke. É mais espaçoso, porém menos potente. Falta saber quanto irá custar, já que o Juke é vendido por US$ 20.250 (cerca de R$ 65,4 mil, em conversão direta).

Fotos: Divulgação

Nissan Kicks 2018 (EUA)