Operação acontecerá na mesma fábrica onde são montados carros da Hyundai

Agora representada em todo o território nacional pelo grupo Caoa (que comprou recentemente pouco mais de 50% das operações brasileiras), a Chery anuncia uma nova leva de planos para o Brasil com intenções pra lá de ambiciosas. Logo de cara, a marca confirma o investimento de US$ 2 bilhões no país para nacionalizar novos modelos e, dentro de 5 anos, alcançar pelo menos 5% de participação no mercado. O montante será aplicado na fábrica já existente em Jacareí, no interior de São Paulo, mas também resultará na abertura de uma nova base operacional no estado de Goiás em julho de 2018.

Leia também:

Por lá, a fábrica da Caoa na cidade de Anápolis receberá uma nova linha de montagem e também se tornará responsável pela produção dos modelos chineses. Esta planta, vale lembrar, é a mesma que já produz veículos da Hyundai, marca igualmente representada no Brasil pelo grupo. Na prática, teremos modelos sul-coreanos e chineses produzidos sob o mesmo teto, mas com total separação de tecnologias e componentes. Segundo Mauro Correia, presidente da empresa, a planta goiana abrigará a produção de modelos maiores (provavelmente os SUVs da linha Tiggo), enquanto a unidade paulista fabricará carros menores.

Exeed TX

Há ainda planos para transformar o Brasil em uma plataforma de exportação para toda a América do Sul. A meta é emplacar anualmente 150 mil unidades em território nacional e enviar entre 30 mil e 40 mil exemplares para o exterior. Sobre os novos modelos, especulações apontam para a nacionalização dos SUVs Tiggo 2, Tiggo 7 e Tiggo 9, além de sedãs. Correm por fora ainda carros que sequer foram apresentados na própria China, como o SUV Exeed TX revelado na última edição do Salão de Frankfurt. “Os produtos vão oferecer design atraente, grande conteúdo tecnológico e qualidade por preços competitivos, mas não agressivos”, afirmou Correia. Outra novidade é que os carros usarão a marca "Caoa Chery".

Chery Tiggo 2

Ainda segundo o executivo, uma rede completamente nova será construída, com foco total em serviços. Pelo menos 100 concessionárias são esperadas - bem mais que os 22 pontos hoje em operação. Sobre as representações das marcas Hyundai e Subaru, a Caoa garante que nada muda.

Fonte: Automotive Business
Fotos: Divulgação

Galeria: Novo Chery Tiggo 5 - China