Sistema será duas vezes mais eficiente dos que o dos carros elétricos atuais

De acordo com uma reportagem publicada pelo jornal Nikkei, a Honda busca por um tempo de recarga de 15 minutos para seu novo elétrico, previsto para 2022. Esse tempo seria o suficiente para que recuperasse 240 km de autonomia.

Leia também:

A fabricante diz que irá lançar sua primeira linha de veículos totalmente elétricos em 2019, então ainda tem mais 5 anos para melhorar a tecnologia e atingir essa meta de 15 minutos. É metade do padrão da indústria, onde são necessários 30 minutos em uma tomada de recarga rápida para recuperar 80% da autonomia total dos elétricos urbanos (como Nissan Leaf e Fiat 500e). O que dá confiança à Honda para que cumpra seu objetivo é que, há anos anos, a marca mostrou um sistema que recarregava 95% da autonomia em 20 minutos, usado no Fit EV.

O Honda Fit EV vendido no Japão é equipado com um plug CHAdeMO inlet (ao contrário da versão norte-americana ou europeia) e uma bateria SCiB da Toshiba, capaz de aceitar uma corrente elétrica de 50 kW. Outros elétricos capazes de fazer cargas em 15 e 20 minutos, como o Mitsubishi i-MiEV, usam uma bateria SCiB de 10,5 kWh.

O segredo para uma recarga rápida é achar a bateria correta, que não só é capaz de carregar rapidamente usando uma corrente de 4C (ou seja, quatro vezes maior do que a capacidade da bateria) como as de SCiB, mas de densidade energética grande o suficiente. A capacidade das baterias, obviamente, teria que ser maior do que uma de 10,5 ou 20 kWh.

As estações de recarga rápida previstas pelas fabricantes seriam fortes o suficiente para carregar uma bateria de 47 kWh em 15 minutos.

Fonte: Nikkei

Honda Urban EV Concept