Compactos importados da Ásia saem de cena sem previsão de volta

O portfólio da Chevrolet na Argentina sofre considerável baixa nesta semana com o fim da comercialização de dois modelos de porte compacto. Já retirados do site oficial da marca, os conhecidos Spark e Sonic (hatch e sedã) saem definitivamente de cena no país e deixam o mercado sem previsão de retorno. O primeiro era comercializado localmente desde 2008, em duas gerações seguidas, sendo primeiro importado da Coreia do Sul e posteriormente da Índia. O segundo, por sua vez, foi lançado por lá em 2012 e também chegava às concessionárias argentinas a partir das instalações sul-coreanas da General Motors.

Leia também:

Galeria: Chevrolet Spark 2013

Embora a Chevrolet não confirme, a retirada dos modelos do mercado tem relação direta com as baixas vendas verificadas nos últimos anos. Em 2009, ano de sua melhor performance comercial, o Spark chegou a emplacar consideráveis 2.610 unidades - mas o desempenho caiu vertiginosamente e chegou a ínfimos 148 exemplares em 2016. Situação idêntica viveu o Sonic, que chegou a vender 5.758 unidades em 2013, mas no acumulado deste ano soma apenas 805 exemplares entregues. A explicação para este cenário está exatamente na cobrança de altos impostos para importados - o que impossibilitou a prática de preços competitivos diante de concorrentes locais.

onix-color6-1

Com a saída dos modelos, o brasileiro Onix fica com caminho livre e torna-se a única oferta da Chevrolet no segmento de hatchbacks compactos. Por lá, o modelo custa a partir de 245.600 pesos (cerca de R$ 46.100), sendo vendido sempre com motor 1.4.

Fotos: Divulgação

Galeria: Chevrolet Sonic 2013