Tanto hatch quanto sedã foram duramente criticados pela proteção lateral

O Latin NCAP divulga mais um resultado de crash-test. Desta vez, a dupla Ford Ka e Ka+ foi reavaliada pela entidade e, pelo novo protocolo, receberam nota zero na proteção para adultos e três para crianças. O que causou este resultado ruim foi o teste de impacto lateral, que mostrou um problema estrutural – o mesmo caso do Chevrolet Onix.

Leia também:

Segundo o Latin NCAP, o impacto lateral mostrou a falta de reforços estruturais tanto do Ford Ka quanto no sedã Ka+. A coluna B acabou deslocada a ponto de bater contra o passageiro dianteiro, e a entidade acredita que a pessoa estaria em risco mesmo se o veículo tivesse airbags laterais. Além disso, a porta traseira não resistiu e abriu após o impacto, expondo os passageiros a mais um risco. Não é equipado com controle de estabilidade nas versões testadas, outro motivo para a nota baixa.

Para proteção infantil, a nota foi de 3 estrelas de 5. O Latin NCAP criticou a falta de cinto de segurança de três pontos em todas as posições (algo estranho, já que o cinto de três pontos é de série no Ka brasileiro desde o modelo 2017, lançado em abril de 2016) e a impossibilidade de desligar o airbag dianteiro do passageiro, impedindo que seja utilizada uma cadeirinha infantil no assento dianteiro. Por outro lado, recebeu elogios por contar com ISOFIX, que foi capaz de evitar o deslocamento dos assentos infantis durante o impacto.

No teste anterior, apresentado em novembro de 2015, o Ford Ka havia recebido nota quatro para adultos e três para crianças. Essa queda na avaliação aconteceu também com o Chevrolet Onix em maio deste ano, quando o Latin NCAP testou novamente o hatchback e o reprovou pela mesma falha na proteção lateral.

Fotos e vídeo: Divulgação

Crash Test - Ford Ka/Ka+