Marca diz que design remeterá ao modelo clássico e atrairá principalmente consumidores mais jovens

Considerado um dos mais aguardados lançamentos da Land Rover nos últimos anos, o Defender de nova geração ainda é um projeto guardado a sete chaves. Apesar disso, detalhes de seu desenvolvimento são revelados aos poucos e, em casos como o desta matéria, a tarefa de adiantar as novidades é tocada curiosamente pela própria marca. Em entrevista recente concedida à agência de notícias Automotive News, o diretor de design da marca, Gerry McGovern, fez questão de abrir o bocão e revelar dicas importantes sobre o visual do novo 4x4.

Leia também:

Nas palavras do executivo, o Defender 2019 terá carroceria com teto plano e extremidades quadradas, em sintonia com as linhas do modelo original. Além disso, contará com faróis retrô bastante parecidos com o clássico, mas desta vez iluminados por modernas luzes de LED e lentes bem mais sofisticadas. A ideia é conquistar novos mercados e atrair novo perfil de clientes para o modelo, especialmente consumidores mais jovens e antenados com as novas tendências do setor. "Eu sou um modernista.", justificou McGovern.

British firm spots ‘gap in the market’ for new Defender

Na mecânica, é praticamente certo que o modelo abandonará de vez a estrutura do tipo carroceria sobre chassi em favor de um conjunto monobloco. Na prática, será adotada a mesma plataforma D7U dos modelos Range Rover, com ganhos consequentes em economia de escala e redução de peso. A capacidade off-road vem sendo trabalhada para não ser afetada pela troca do conjunto, e a promessa da marca é manter o Defender como referência mundial em performance no fora-de-estrada.

Próximo Defender pode ser o Land Rover mais tecnológico da história

O portfólio seguirá composto por uma variedade considerável de modelos, incluindo as opções de 2 ou 4 portas e picape. Os motores diesel e gasolina da família Ingenium, usados também pela Jaguar, certamente estarão sob o capô. Versões híbridas e elétricas podem surgir algum tempo depois da estreia. O investimento no desenvolvimento do projeto é alto. Previsões iniciais indicam que será preciso emplacar anualmente pelo menos 50 mil unidades para tornar o novo Defender lucrativo.

Defender Concept

A Land Rover também já adiantou que jipão está sendo desenvolvido para chegar aos mais variados mercados, desde a Europa até os Estados Unidos e Brasil. Por aqui, vale lembrar, o Defender chegou até mesmo a ser montado no fim dos anos 1990 na antiga fábrica da Karmann-Ghia, em São Bernardo do Campo (SP).

Fonte: Automotive News
Fotos: Arquivo e Divulgação

Galeria: Land Rover Defender 2019 - Projeção