Máquina será capaz de reconhecer o dono e interagir com ele

O Salão de Tóquio (Japão) sempre foi um evento cheio de máquinas excêntricas que mais parecem ter saído de uma série animada. A Yamaha seguirá esta tradição com três protótipos: o MOTOROiD, uma moto com inteligência artificial; o MOTOBOT, a segunda geração do robô revelado há dois anos e que serve para testar as motocicletas; e o MWC-4, uma mistura de moto com quadriciclo.

Yamaha - Salão de Tóquio

Para começar, vamos para o mais incomum. O MOTOROiD é um conceito de uma moto equipada com uma inteligência artificial. Segundo a Yamaha, o computador “é capaz de reconhecer seu dono e interagir de outras formas, como um ser vivo.” Não deram detalhes de como isso irá funcionar e que impacto terá no ato de dirigir, adiantando somente que irá criar uma nova forma de mobilidade pessoal, em que o motociclista entra em harmonia com a máquina.

Leia também:

Sabemos que é equipada com um motor elétrico na traseira, usando seis baterias cilíndricas na parte de baixo da carroceria (onde normalmente estaria o motor). Outras coisas da foto publicada são bem curiosas, como as laterais do assento, em forma de asas, que foram feitas para envolver o quadril do motociclista.

Yamaha - Salão de Tóquio

A segunda novidade é o MOTOBOT, um robô criado especialmente para testar motos. Dois anos depois de ser apresentado pela primeira vez, agora está pronto para completar uma volta em um circuito em alta velocidade. Seu foco será ajudar no desenvolvimento de sistemas de estabilidade e tração para motocicletas, servindo como cobaia caso algo dê errado.

Yamaha - Salão de Tóquio

Por fim, a Yamaha irá mostrar o MWC-4, uma mistura de moto com quadriciclo, capaz de inclinar como se fosse uma moto, usando a mesma tecnologia que o scooter Tricity e o conceito MWT-9. A marca vem estudando entrar neste segmento há um tempo e este protótipo é mais um indicativo de que estão preparando terreno para lançar um produto desde tipo.

Fotos: Divulgação

Yamaha - Salão de Tóquio