Utilitário chegará importado do Uruguai com motor 1.6 diesel Blue HDi de 115 cv

Anunciada pela PSA ainda em março, a nova estratégia de mercado do grupo para o segmento de comerciais leves no Brasil começa a ser implementada com o lançamento do Citroën Jumpy. Importada do Uruguai (onde é fabricada em regime de CKD na fábrica de Nordex, nos arredores de Montevidéu), a van chegará às concessionárias brasileiras em outubro com preço inicial de R$ 79.990. A marca garante posicionamento competitivo diante dos principais concorrentes, em especial o Vito, da Mercedes-Benz.

Leia também:

De acordo com a Citroën, o Jumpy será oferecido em duas versões de acabamento e, com base nas necessidades do cliente, poderá ser destinado a setores como construção, entregas urbanas, empresas de serviços, pequenas empresas, e-commerce, segmentos de logística, food truck, medical service (ambulância, remoções), acessibilidade, escolar e PET, entre outros. A garantia de fábrica é de 3 anos e inclui o chamado Compromisso Citroën Pro - plano destinado a oferecer serviços diferenciados no pós-venda.

 

Citroën Jumpy

 

Ao todo, a van mede 5.309 mm de comprimento, 2.204 mm de largura, 1.935 mm de altura e entre-eixos de 3.275 mm. O compartimento de carga tem capacidade para acomodar 6,1 m³, mas pode ser ampliado para 6,6 m3 com alterações no arranjo dos bancos (sistema chamado pela marca de Moduwork). A porta lateral deslizante garante acesso amplo ao interior e permite o carregamento até mesmo por empilhadeiras. A capacidade de carga é de 1.500 kg e o PBT chega aos 3.219 kg.

Dependendo da versão, a lista de itens de série poderá contar com ESP (Controle de Estabilidade), Hill Assist (Assistente de partida em rampas), limitador e regulador de velocidade, ar-condicionado, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisor com ajuste elétrico e banco do motorista com regulagem de altura. Mais detalhes serão divulgados em outubro, quando o modelo chegar às lojas.

 

Citroën Jumpy

 

Sob o capô, o motor 1.6 diesel Blue HDi rende potência 115 cv a 3.500 rpm e torque máximo de 30 kgfm a 1.750 rpm. A marca diz que os números de consumo são os melhores da categoria, mas não divulga dados - fala apenas em 820 km de autonomia em ciclo misto. O câmbio é manual de 6 marchas.

Fotos: divulgação

PSA - comerciais