Mais potente, com 15% mais espaço e novo sistema de freios

2019 Porsche Cayenne

 

Depois de alguns vazamentos, hoje finalmente o Porsche Cayenne 2019 apareceu oficialmente na Alemanha. A terceira geração do SUV da Porsche tem visual bastante renovado, interior mais espaçoso e menos peso, o que favorece o desempenho e a economia. 

Leia também:

Visualmente, o novo Cayenne dá um grande passo, com um design elegante liderado por um toque horizontal na grade frontal e lanternas. Dá pra reconhecer de cara como um Cayenne, com os grandes faróis, um capô que insinua que ali há um motor potente, e um spoiler acima do vidro traseiro. As novas lanternas usam o mesmo desenho luminoso do 911 e do Panamera.  

 

2019 Porsche Cayenne

 

O Cayenne 2019 tem os mesmos 2.895 mm de entre-eixos de seu antecessor, mas o comprimento é 7,6 cm maior, indo aos 4.927 mm. As dimensões exteriores ampliadas permitiram ganhos no espaço interno. O porta-malas ficou 15% maior, com 770 litros quando os bancos traseiros estão levantados. 

Mesmo maior, o Cayenne perde 64,9 kg em comparação com o anterior. Todos os painéis do exterior são de alumínio, assim como a parte do piso e "virtualmente, todos os componentes do chassi". Há também uma bateria de polímeros de litium, que economiza quase 10 kg. 

O Cayenne 2019 aparece inicialmente na versão básica e na S. A primeira tem motor V6 3.0 turbo com 345 cv e 45,9 kgfm de torque - 40 cv a mais que o Cayenne anterior. Já o S usa o V6 2.9 biturbo com 446 cv (20 cv a mais que a S anterior) e 56,1 kgfm de torque. Há melhorias no câmbio automático de 8 marchas com tração integral. Nos próximos meses e anos, é esperado que a Porsche lance outras opções, incluindo Hybrid, Turbo e GTS. 

Pela primeira vez, o Porsche Cayenne terá tamanho de pneus diferentes nos eixos dianteiro e traseiro, o que a empresa justifica com o fato que "ele foi desenhado para ser um esportivo em seu segmento". As rodas vão de 19" a 21". Esterçamento do eixo traseiro é opcional. 

Como sempre, o Porsche Active Suspension Management (suspensão adaptativa) é um opcional para o Cayenne básico e S. A suspensão a ar agora possui três câmaras para uma "calibração melhorada". E o Porsche Dynamic Chassis Controls passa a ser controlado por um sistema elétrico de 48V para respostas mais rápidas. O antigo usava um sistema hidráulico.  

O opcional mais bacana é chamado de Porsche Surface Coated Brake. Disponível apenas em modelos com rodas de 20" e 21", usa um revestimento de carboneto de tungstênio nos discos de freios. A Porsche diz que isso melhora o coeficiente da fricção dos freios e reduz a sujeira proveniente das pastilhas. Conjunto de cerâmica é a opção das versões mais potentes. 

 

2019 Porsche Cayenne

 

Por dentro, o painel de instrumentos mantém o tradicional tacômetro analógico, com um par de telas de 7" coloridas em cada lado para outras informações. No painel há uma tela de 12,3" para o sistema de entretenimento como no Panamera. Um console central simplificado agora é preto com botões capacitivos - um visual mais limpo que o monte de botões do Cayenne anterior. 

Quando o Cayenne 2019 chegar aos Estados Unidos no meio do ano que vem, terá preços iniciados em US$ 65.700 e US$ 82.900 no S. Ficaram apenas US$ 5.000 mais caros. No Brasil, ele deve aparecer no Salão do Automóvel do próximo ano.

Fonte: Porsche

Porsche Cayenne 2019