BYD F0, Chery QQ e Geely LC são os principais rivais do compacto brasileiro no país

A Fiat anuncia nesta semana o início das vendas do compacto Mobi brasileiro no vizinho Uruguai. Produzido no complexo de Betim, em Minas Gerais, o modelo estreia no país em duas versões distintas de acabamento e apenas uma opção de motorização. Os preços começam em US$ 11.690 para a configuração Easy e chegam a US$ 12.890 na variante mais completa Easy On. Numa conversão direta, os valores correspondem a R$ 36.870 e R$ 40.655, respectivamente.

Leia também:

De série, todas as versões oferecem ar-condicionado, direção assistida, vidros elétricos dianteiros, airbags frontais, freios ABS, bancos rebatíveis, computador de bordo com tela de 3,5 polegadas e sistema de som com entrada USB, entre outros. O modelo mais caro acrescenta retrovisores pintados na cor da carroceria, rodas de liga-leve de 14 polegadas, revestimento específico nos bancos, faróis de neblina, volante multifuncional, alarme e sistema de som mais completo, incluindo conexão Bluetooth.

 

Fiat Mobi Drive GSR

 

O preço inicial de US$ 11.690 foi recebido pelo mercado como sinal de competitividade e colocará o Mobi em relativo pé de igualdade diante dos principais rivais, especialmente modelos chineses. BYD F0, Chery QQ e Geely LC, por exemplo, estão entre os mais baratos do país e custam a partir de US$ 10.990 nas versões de acesso. Concorrente direto no Brasil, o Renault Kwid também tem preço próximo: partir de US$ 11.990 - mas ainda não tem previsão de entrega.

 

Fiat Mobi Drive

 

Sob o capô, o motor 1.0 movido apenas a gasolina desenvolve 70 cv e vem sempre ligado ao câmbio manual de 5 marchas. Dados de fábrica apontam 153 km/h de velocidade máxima e aceleração de 0 a 100 km/h em 14,6 segundos.

Fotos: Divulgação e arquivo Motor1.com

Fiat Mobi 1.0 Drive Teste BR

Foto de: Rafael Munhoz