Como nos Citroën C3 e Aircross, 208 e 2008 trocam o câmbio de 4 marchas pela caixa da Aisin com 6 posições

A Peugeot oficializou o que já era esperado. O hatch 208 e o SUV 2008 recebem o câmbio automático de 6 marchas, de origem Aisin, seguindo algo já feito nos primos Citroën C3 e Aircross, para a motorização 1.6 aspirada. O propulsor foi recalibrado para 115/118 cv, menos que antes, mas com foco maior em oferta de torque em baixas rotações. 

 

Peugeot 208 é o mais dependente de financiamento em 2017

 

Leia também:

Visualmente, nada foi modificado. Nem mesmo o 2008 adotou o facelift aplicado na Europa. Mas ambos recebem atualização da central multimídia, agora com espelhamento de smartphones. Nos preços, há ligeira adição. Veja a tabela:

VERSÃO PREÇO ANTIGO (4 marchas) NOVO PREÇO (ADIÇÃO)
Peugeot 208 Allure 1.6 AT6 R$ 64.690 R$ 65.990 (+R$1.300)
Peugeot 208 Griffe 1.6 AT6 R$ 69.190 R$ 70.490 (+R$1.300)
Peugeot 2008 Allure 1.6 AT6 R$ 77.590 R$ 78.590 (+R$1.000)
Peugeot 2008 Griffe 1.6 AT6 R$ 83.990 R$ 85.190 (+R$1.200)
Peugeot 2008 Crossway 1.6 AT6 R$ 85.490 R$ 87.190 (+R$ 1.700)

 

Peugeot 208 e 2008 automáticos de 6 marchas

 

Como adiantamos, quase todos os números de consumo dos 208 e 2008 automáticos melhoraram, com perda apenas no hatch em uso urbano:

  208 1.6 AT4 208 1.6 AT6 2008 1.6 AT4 2008 1.6 AT6
Urbano gasolina 11,7 km/l 11 km/l 9,4 km/l 10,7 km/l
Urbano etanol 8,1 km/l 7,7 km/l 6,8 km/l 7,5 km/l
Estrada gasolina 13 km/l 13,2 km/l 11 km/l 13 km/l
Estrada etanol 9,1 km/l 9,3 km/l 7,9 km/l 9,2 km/l

Ainda não foi dessa vez que o 2008 com motor turbo 1.6 THP ganhou câmbio automático. Isso seria uma opção interessante ao mercado tão competitivo.

Fotos: divulgação