Modelo chega ao desplante de colocar no painel uma placa de ouro com o DNA de um cliente da marca em 3D

A Rolls-Royce apresentou nesta sexta (28) a 8ª geração do Phantom, seu maior modelo atualmente à venda. Quando uma empresa conhecida por criar modelos luxuosos e exclusivos renova seu modelos mais luxuoso e exclusivo, é preciso redefinir o sentido do que entendemos por estas duas palavras

Leia também:

Sabemos que o novo Phantom tem motor V12 biturbo de 6,75 litros e o mesmo câmbio automático de 8 marchas da ZF que é usado em quase todos os modelos de luxo de tração traseira no mundo. E a Rolls-Royce se limitou a divulgar que o modelo tem 571 cv e 91,8 kgfm desde os 1.700 rpm. Para não dizer que ela não deu mais nenhum dado técnico, a Rolls-Royce afirma que o novo Phantom tem 130 kg de isolamento acústico.  O que o torna 10% mais silencioso do que seu antecessor a 100 km/h.

Todo o restante das informações dadas pela empresa sobre o carro se resume ao nível de luxo que ele oferece. O primeiro é o que a marca chama de "The Embrace", ou "O Abraço", com as portas traseiras suicidas que abrem e fecham automaticamente. O segundo, só para não nos estendermos muito, é o "The Gallery", ou um painel inteiramente novo. Ele esconde sob um vidro não só os instrumentos, a central eletrônica e o relógio. Podem estar ali uma placa de ouro que mostra o DNA do dono do carro em 3D, criada pelo artista Thorsten Franck, rosas de porcelana feitas pela Nymphenberg, uma pintura feita à mão pela artista chinesa Lian Yangwei e um padrão abstrato em seda feito pela artista britânica Helen Amy Murray. Confira o interior do carrão abaixo, só para ter uma ideia.

 

 

Vale lembrar que, desde que foi lançado, o Phantom se notabiliza por silêncio ao rodar. É por isso, aliás, que a Rolls-Royce chama todos os seus automóveis por nomes de entidades espirituais ou coisas silenciosas da natureza. Silver Ghost (fantasma prateado), Wraith (espectro), Silver Spirit (espírito prateado), Silver Seraph (serafim prateado), Dawn (amanhecer) e Silver Cloud (nuvem prateada). A única exceção parece ser o Corniche, que significa estrada de montanha.

Talvez a Rolls-Royce não divulgue os dados técnicos do carro pelo mesmo motivo que não falava da potência (dizia só que era "suficiente"). Como provavelmente não divulgará preços. Quem quer que seja o cliente de um carro como este não fará comparações, ou contas, para assinar o cheque.

Fotos: divulgação

Rolls-Royce Phantom 2018