Um dos primeiros supercarros da história foi oficialmente apresentado em 21 de julho de 1987. E lá se vão 30 anos...

Não tem um fã de carro que tenha nascido antes de 1987 que não se lembre de alguma capa de revista ou foto com aquela máquina vermelha imponente. Pois hoje estes caras estão comemorando os 30 anos do nascimento do que é considerado como um dos primeiros supercarros da história, ao lado do Porsche 959: o Ferrari F40.

Leia também:

Último carro a ser pessoalmente aprovado por Enzo Ferrari, o F40 foi criado para celebrar os 40 anos da empresa. E também para resgatar um pouco do que a marca sempre tinha se destacado em oferecer: desempenho estonteante com o mínimo possível de frescura. Com o F40, Enzo, que morreria em 14 de agosto de 1988, dava uma resposta a quem dizia que os Ferrari estavam se tornando modelos mais sofisticados e confortáveis do que deveriam ser.

 

1987 - Ferrari F40

Para chegar ao veículo mais caro e mais potente que já havia fabricado até então, a Ferrari encomendou o estilo à Pininfarina, que cuidou do estilo com a ajuda de túneis de vento. A construção foi feita com tubos de alumínio, kevlar e fibra de carbono. Tudo para que ele pesasse o mínimo possível. A parte transparente do carro, incluindo o para-brisa, era feita de polímeros leves. Para a época, seus 1.369 kg em ordem de marcha eram excelentes.

 

 

O F40 tinha 4,36 m de comprimento, 1,97 m de largura, 1,12  m de altura e entre-eixos de 2,45 m. Seu motor, herdado do 288 GTO Evoluzione, era um V8 2.9 biturbo instalado em posição central-traseira que entregava 478 cv a 7.000 rpm e 58,8 kgfm a 4.000 rpm. Seu câmbio era um manual de 5 marchas que transmitia a força às rodas traseiras, obviamente.

 

Ferrari F40 30th Anniversary

 

Com um tempo de 0 a 100 km/h de apenas 4,1 s, o F40 pode não impressionar o pessoal acostumado a marcas abaixo dos 3 segundos, mas era um foguete para a época. Sua velocidade final ainda tira o fôlego: 324 km/h.

 

Ferrari F40 30th Anniversary

 

Pensado para apenas 400 unidades, o F40 teve 1.311 unidades produzidas, entre modelos de rua e de competição. Ainda que menos raro do que estava previsto para ser, o F40 se tornou um valioso item de coleção. Vendido novo a cerca de US$ 400 mil (em dinheiro da época, sem contar inflação), achar um hoje por menos de US$ 4 milhões é pechincha. Ou o coitado do F40 estará muito ruim.

Confira abaixo nossa megagaleria em homenagem ao aniversariante. São mais de 200 fotos para você se deliciar.

Fotos: divulgação e arquivo Motor1.com

Megagaleria do Ferrari F40