Foram ao todo 2.558 unidades comercializadas no mês

Números divulgados nesta semana pela Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores) confirmam uma leve recuperação do setor de veículos importados no mês de maio. Conforme aponta o levantamento, as 17 marcas que compõem a entidade comercializaram no período cerca de 2.558 unidades, o que representa crescimento de 25,1% sobre abril, quando foram vendidas 2.044 unidades. 

Leia também:

Na comparação com 2016, porém, os dados são desanimadores. Conforme relata a Abeifa, a queda foi de 5,1% (2.558 contra 2.696 unidades) em relação ao mês de maio passado. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a retração chegou a 30,7% (10.686 contra 15.412 unidades). Segundo José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, isso seria o resultado da política do super IPI para modelos vindo de fora.

 

Jaguar F-Pace

 

"Volto a insistir que a recuperação comercial do setor de importados, além de salvar a rede de concessionárias, vai contribuir efetivamente com o recolhimento de impostos, fator essencial ao governo e ao país, já que a venda de importados está represada há pelo menos cinco anos. Sem levar em consideração que o aumento da importação de veículos automotores em nada vai afetar a balança comercial, hoje extremamente favorável ao Brasil. Aliás, as exportações brasileiras de autoveículos vêm aumentando mês a mês. Por isso, não há qualquer sentido em frear as importações”, completa.

Fotos: divulgação 

JAC T5 CVT