Ação está sendo movida com base em reclamações relatadas por mais de 7 mil proprietários

Problemas envolvendo o funcionamento do câmbio automatizado PowerShift rendem dores de cabeça para a Ford não só no Brasil, mas também nos Estados Unidos. Conforme relata a agência de notícias Automotive News, donos de modelos Fiesta e Focus equipados com a polêmica transmissão estão processando a fabricante em um tribunal norte-americano, alegando mau funcionamento do componente. A ação é baseada em reclamações relatadas por mais de 7 mil proprietários.

Leia também:

De acordo com a publicação, as principais queixas se concentram nos modelos Fiesta 2011-2016 e Focus 2012-2016. Proprietários relatam que, em várias situações, o câmbio apresenta problemas como deslizamento, aceleração repentina ou tardia, desgaste prematuro de alguns componentes e inconsistências nas trocas de marchas. Acidentes envolvendo esses defeitos, porém, não foram relacionados.

 

Ford Focus e Fiesta - América do Norte

 

"A Ford deve ser responsabilizada pelos defeitos de projeto e fabricação da transmissão PowerShift, algo que comprometeu a segurança dos veículos e dos proprietários, além de causar perdas significativas no valor do veículo, confiabilidade e tempo", diz um dos advogados que representam os proprietários. A ação pede ressarcimentos pelos prejuízos causados, em valor calculado de acordo com cada caso.

 

Ford Focus e Fiesta - América do Norte

 

Oficialmente a Ford preferiu não comentar o caso, mas nos bastidores é certo que a marca reconhece os problemas. Tanto é que boletins técnicos divulgados internamente desde 2011 alertam para o surgimento destes defeitos. Coincidência ou não, modelos equipados com o PowerShift tiveram a garantia de fábrica ampliada de 5 anos ou 96 mil km para 7 anos ou 160 mil km. No Brasil, a Ford esticou a garantia do câmbio para 10 anos ou 240 mil km, o que vier primeiro.

Fotos: divulgação 

Ford Focus e Fiesta - América do Norte