Lewis Hamilton e a Mercedes bateram Sebastian Vettel na pista e na tática, com o britânico vencendo pela segunda vez na temporada 2017

Em uma corrida mais movimentada do que o usual em Barcelona, Lewis Hamilton venceu o GP da Espanha, realizado neste domingo (14). O britânico e Sebastian Vettel protagonizaram uma batalha intensa na pista e na tática.

No fim, a Mercedes colocou Hamilton com pneus macios contra Vettel de médios. A tática se mostrou acertada e o britânico superou o germânico na 44ª volta para não sair mais do primeiro lugar, vencendo a segunda corrida em 2017. Daniel Ricciardo completou o pódio.

Felipe Massa teve a corrida prejudicada por um furo de pneu na largada e terminou a prova na 13º posição, longe da zona de pontos.

A corrida

Em uma largada confusa, Vettel assumiu a liderança, com Hamilton caindo para segundo. Na briga pela terceira posição, Bottas tocou em Räikkönen na curva 1 e isso levou o finlandês da Ferrari a tocar em Verstappen. Ambos tiveram danos na suspensão e abandonaram a prova.

Outros pilotos também sofreram nas primeiras curvas, como Alonso passando pela brita e caindo para décimo, enquanto Massa sofreu com um furo no pneu, teve de ir aos boxes e despencou para 18º.

Após sete voltas, os dez primeiros eram Vettel, Hamilton, Bottas, Daniel Ricciardo, Sergio Pérez, Esteban Ocon, Nico Hülkenberg, Kevin Magnussen, Carlos Sainz Jr. e Romain Grosjean. Massa seguia na 18ª posição.

Na 13ª volta, Alonso inaugurou a primeira janela de paradas. Duas voltas depois, Vettel fez a parada e colocou um segundo jogo de pneus macios, enquanto Hamilton seguiu na pista e em um ritmo veloz.

Entretanto, Vettel começou a ser muito mais rápido do que Hamilton calçado com pneus novos – cerca de 1s2 ou mais por volta, porém seguiu na pista até a 22ª volta, optando por uma estratégia diferente e colocando os pneus médios.

Bottas, que ainda não havia parado, estava à frente de Vettel e fazia o alemão perder tempo. Na abertura da 25ª volta, porém, o germânico colocou por dentro na curva 1, com parte do carro passando pela grama, e reassumiu a liderança da prova.

Pouco depois, Bottas cedeu a posição para Hamilton e foi aos boxes para colocar os médios na 27ª volta. Quem surpreendia a tal altura da prova era Pascal Wehrlein, que ainda não havia parado e ocupava a sétima posição. Massa, por sua vez, se envolvia em um toque com Stoffel Vandoorne na luta pela 16ª posição.

Em decorrência do toque, o belga teve uma quebra na suspensão dianteira direita e abandonou a prova, parando o carro na caixa de brita entre as curvas 1 e 2. Com isso, o Safety Car virtual foi acionado. Na 37ª volta, a disputa foi reiniciada e, ao mesmo tempo, Hamilton colocou um outro jogo de pneus macios.

No giro seguinte, Vettel foi aos boxes e colocou pneus médios. Na saída, o alemão e Hamilton dividiram a curva 1, com um toque entre os dois e o britânico tendo uma pequena saída de pista. Bottas, que vinha distante dos ponteiros, abandonou a prova na 39ª volta com um princípio de incêndio na traseira da Mercedes.

Vettel, de médios, não conseguiu conter os avanços de Hamilton, que superou o ferrarista por fora na entrada da curva 1 para tomar a liderança da prova na 44ª volta. Enquanto isso, Wehrlein era punido por não respeitar os limites da entrada dos boxes, recebendo um acréscimo de cinco segundos no tempo de prova.

A nove voltas do final, Hamilton seguia à frente de Vettel, com pouco mais de quatro segundos de vantagem. Pensava-se que o britânico pudesse fazer mais uma parada, já que havia o receio de que os pneus macios não fossem resistir.

Entretanto, a Mercedes de Hamilton seguiu na pista de maneira firme e não deu chance para a Ferrari de Vettel, vencendo pela segunda vez na temporada 2017 da Fórmula 1. O alemão terminou em segundo e Ricciardo completou o pódio.

A dupla da Force India conseguiu um resultado significativo, com Sergio Pérez em quarto e Esteban Ocon em quinto. Hülkenberg foi o sexto, Sainz Jr. o sétimo e Wehrlein, mesmo com a punição, levou a Sauber aos pontos pela primeira vez no ano, terminando em oitavo.

Daniil Kvyat cruzou a linha de chegada na nona posição e Romain Grosjean fechou a zona de pontuação, em décimo. Massa ainda conseguiu superar Stroll e Magnussen para terminar na 13ª posição.

Confira o resultado final da prova:

Pos. Num. Piloto Equipe Motor Voltas Tempo/Dif.
1 44 united_kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 66 1:35'56.497
2 5 germany Sebastian Vettel Ferrari Ferrari 66 3.490
3 3 australia Daniel Ricciardo Red Bull TAG 66 1'15.820
4 11 mexico Sergio Perez Force India Mercedes 65 1 volta
5 31 france Esteban Ocon Force India Mercedes 65 1 volta
6 27 germany Nico Hulkenberg Renault Renault 65 1 volta
7 94 spain Carlos Sainz Jr. Toro Rosso Renault 65 1 volta
8 55 germany Pascal Wehrlein Sauber Ferrari 65 1 volta
9 26 russia Daniil Kvyat Toro Rosso Renault 65 1 volta
10 8 france Romain Grosjean Haas Ferrari 65 1 volta
11 9 sweden Marcus Ericsson Sauber Ferrari 64 2 voltas
12 14 spain Fernando Alonso McLaren Honda 64 2 voltas
13 19 brazil Felipe Massa Williams Mercedes 64 2 voltas
14 20 denmark Kevin Magnussen Haas Ferrari 64 2 voltas
15 30 united_kingdom Jolyon Palmer Renault Renault 64 2 voltas
16 18 canada Lance Stroll Williams Mercedes 64 2 voltas
Ret 77 finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 38  
Ret 2 belgium Stoffel Vandoorne McLaren Honda 32  
Ret 33 netherlands Max Verstappen Red Bull TAG 1  
Ret 7 finland Kimi Raikkonen Ferrari Ferrari 0  

Foto: Motorsport

Lewis Hamilton vence o GP da Espanha 2017