Com US$ 220 bilhões líquidos para investir, empresa estaria de olho na fabricante de carros elétricos

Não é segredo que a Apple tem projetos ligados à industria automobilística há algum tempo, como o ultrassecreto "Project Titan", de carros autônomos. Para esquentar um pouco mais as coisas, nesta semana foi revelado que a gigante do mundo digital estaria com US$ 250 bilhões disponíveis para adquirir uma grande empresa de tecnologia. 

Leia também:

O banco de investimento Citigroup publicou uma lista de sete empresas que são potenciais alvos de aquisição por parte da Apple. Elas incluem Netflix, Hulu, Electronic Arts, Activision Blizzard, Take Two Interactive Software, Walt Disney (veja só) e, do lado que mais nos interessa, a Tesla.

 

Tesla Model S P100D

 

Jim Suva, analista do Citigroup, disse aos seus clientes que mais de 90% dos recursos disponíveis da Apple estão em contas no exterior. Como parte de um novo plano fiscal do governo Trump, a movimentação custaria à empresa um imposto sobre repatriação de apenas 10%, restando então cerca de US$ 220 bilhões em dinheiro para adquirir praticamente qualquer empresa que ela queira comprar.

Apesar da grande repercussão, principalmente pela dimensão do negócio, tanto Elon Musk, da Tesla, como Tim Cook, da Apple, disseram publicamente que não há nenhum plano para unir forças no momento.

Fonte: Reuters

Imagens - Tesla Model 3