Projetado no Brasil, sedã derivado do Gol começou a ser vendido em 1981

A Volkswagen do Brasil comemora nesta segunda-feira (27) a produção da unidade de número 1.500.000 do sedã Voyage. Lançado há nada menos que 36 anos, o modelo celebra o feito histórico na fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo, com a fabricação de um exemplar da versão Highline pintada na cor Azul Lagoon.

Leia também:

Um dos membros mais importantes da família Gol, o Voyage é um projeto de origem inteiramente brasileiro. Chegou ao mercado em 1981 e foi produzido até 1996, com mais de 465.176 acumuladas no currículo. Por mais de 12 anos a VW ficou sem oferecer um sedã de entrada no Brasil, até que em 2008 o sedã voltou ao mercado junto com a 5ª geração do hatchback.

Sedãs de entrada mais vendidos: Ka+ e Siena reagem; Voyage despenca
VW Voyage/Fox

O modelo é também um dos mais exportados da história da VW no país, tendo mais de 420 mil unidades enviadas para 61 países, incluindo nações das Américas do Sul, Central e África. Entre as décadas de 1980 e 1990 também fez relativo sucesso nos Estados Unidos, sendo vendido como Volkswagen Fox.

Atualmente é vendido com motores 1.0 e 1.6, com opções de câmbio manual ou automatizado I-Motion. Os preços começam em R$ 45.350 no versão Trendline e chegam a R$ 63.760 na Highline. Durante todo o ano de 2016, o Voyage vendeu 26.074 unidades no país.

Fotos: divulgação 

VW Voyage 1,5 milhão de unidades produzidas