Subcompacto estreia no país de Pablo Neruda sem a opção de motor turbo

Aguardado no Brasil para o segundo semestre, o novo Kia Picanto 2017 acaba de chegar ao Chile. Um dos modelos mais vendidos da marca, o subcompacto de nova geração chega ao país de Pablo Neruda com duas opções de motorização e novidades na lista de equipamentos.

Leia também:

Feito sobre uma estrutura mais segura, com 44% de aços de alta resistência, o novo Kia Picanto também ficou mais espaçoso na cabine e, de quebra, aumentou a capacidade do porta-malas de 200 para 255 litros - o maior do segmento de subcompactos.

Nem tão equipado quanto o modelo apresentado no Salão de Genebra, o Picanto chileno terá itens como freios ABS, airbags frontais, nova tela multimídia "flutuante" e volante multifuncional. Novidade na gama, a versão GT-Line traz para-choque diferenciado, luzes de posição e lanternas em LEDs, rodas aro 15", tela multimídia de 7" com câmera de ré, entre outros itens.

 

Kia Picanto 2017 - Genebra

 

Infelizmente para os chilenos, só faltou a principal novidade desta versão: o 1.0 T-GDI (turbo com injeção direta) de 100 cv e 17,5 kgfm de torque. Por lá, o subcompacto será vendido apenas com os propulsores a gasolina 1.0 de 3 cilindros, com 66 cv, e 1.2 de 84 cv, ambos com stop-start e associados ao câmbio manual de 5 marchas (um automático com 4 é opcional para o 1.2 litro).

O Chile é um dos primeiros mercados a receber o novo Kia Picanto 2017, que chegará à Europa nos próximos meses. A expectativa de lançamento no Brasil é para o segundo semestre. 

Fotos: divulgação/arquivo Motor1.com

Novo Kia Picanto 2017