Novo esportivo da Toyota com alma de BMW deverá concorrer com o Honda NSX

A Toyota jurava de pés juntos que o novo Supra não teria nada do conceito FT-1, apresentado no Salão de Detroit de 2014. Mas, a cada flagrante do carro, temos mais e mais certeza de que ela também cruzou os dedos atrás das costas. Neste, o novo esportivo precisou reabastecer, deu bobeira e foi fotografado por nossos espiões da CarPix. Lá na Alemanha, o que tem uma explicação melhor do que apenas testes em Nürburgring Nordschleife.

Leia também:

O novo Supra está sendo desenvolvido em parceria com a BMW, sobre uma plataforma da marca alemã, de tração traseira, como convém a todo esportivo. A "sinergia" entre as marcas também incluirá motores, como os 6-cilindros em linha 3.0 que tornaram a BMW famosa, além dos 2.0 de 4 cilindros que a BMW vende em seus modelos de entrada, com 194 cv e 32,6 kgfm ou 256 cv e 40,8 kgfm. Fala-se também em uma versão híbrida, de alta potência, aliada ao 6-cilindros, que sozinho já poderá fornecer 344 cv e 45,9 kgfm.

2018 Toyota Supra spy photo
Toyota FT-1 Concept live at 2014 NAIAS

Um folheto que vazou há algumas semanas dizia que o novo Supra teria 4,38 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,28 m de altura e um entre-eixos de apenas 2,47 m. E que seu peso variaria de 1.350 kg a 1.430 kg, o que o tornaria razoavelmente pesado. Mas o tal folheto foi questionado como uma fonte crível, ainda que ele possa nos dar uma ideia das dimensões do novo modelo.

2018 Toyota Supra spy photo
Toyota FT-1 concept live in Chicago

Vendido sob a marca GR, de Gazoo Racing, a divisão esportiva da Toyota, como a AMG para a Mercedes-Benz e a divisão M para a BMW, o Supra será irmão do sucessor do BMW Z4, chamado, por ora, de Z5. Ambos serão fabricados pela Magna Steyr, na Áustria, considerada a maior fornecedora do mundo (inclusive de veículos prontos).

2018 Toyota Supra spy photo
Toyota FT-1 Concept

O esportivo, que deverá concorrer com Honda NSX e outros supercarros, deve aparecer como conceito no final deste ano, no Salão de Tóquio, e chegar à produção em série em 2018, talvez já como modelo 2019. E não deve ser vendido no Brasil, como é costume de todas as fabricantes instaladas por aqui: o fino é reservado ao exterior, para nossa tristeza. Quem quer mesmo que se vire com importador independente.

Fotos: CarPix

Flagra do Toyota Supra 2018