Também importado do México, SUV chega com mais equipamentos que a versão vendida no Brasil

A Chevrolet acaba de anunciar na Argentina o lançamento da linha 2017 do Tracker. Importado do México, tal como a versão vendida no Brasil, o modelo estreia visual reestilizado e oferece mais equipamentos que o disponível por aqui - tem até controle de estabilidade (ESP) e opção de tração 4x4. O motor, porém, ainda é o antigo 1.8 16V de 140 cv.

Leia também:

Ao todo, três configurações são ofertadas: LT Manual 4×2, LTZ Automático 4×4 e LTZ+ Automático 4×4. As duas primeiras versões oferecem airbags frontais e rodas de 16 polegadas, enquanto a topo de gama traz seis airbags e rodas aro 18". Em todos os casos, a garantia é de 3 anos ou 100 mil km.

Chevrolet Tracker 2017 Argentina
Chevrolet Tracker 2017 Argentina

A lista de equipamentos de série inclui o sistema de entretenimento MyLink2 (compatível com Apple CarPlay e Android Auto) e o serviço OnStar. Controle de estabilidade (ESP) acompanha sempre os modelos 4x4 - não é oferecido nem como opcional no Brasil.

Sob o capô, o motor 1.8 16V de 140 cv é a única opção, e pode vir ligado a um câmbio manual de 5 marchas no LT ou automático de 6 marchas no LTZ e LTZ+. Já por aqui o propulsor escolhido foi o 1.4 turbo de 150 cv - que, curiosamente, é produzido na própria Argentina para equipar o Cruze.

Os preços vão de 370 mil a 465 mil pesos, o equivalente a R$ 75.700 e R$ 95.150, respectivamente.  

Fotos: divulgação

Chevrolet Tracker 2017 Argentina

Foto de: Redação Brasil