Versão elétrica do médio já pode ser comprada na Alemanha por 35.900 euros, cerca de R$ 116.500

Reestilizado a exemplo das versões convencionais a combustão, a variante elétrica do Volkswagen Golf já pode ser encomendada na Europa. Batizado de e-Golf, o modelo está sendo oferecido inicialmente na Alemanha ao preço sugerido de 35.800 euros (algo em torno de R$ 116.500 numa conversão direta). A grande vantagem nesta linha 2017 está na nova bateria, agora 50% mais forte.

Leia também:

De acordo com a marca, a capacidade saltou de 24,2 kWh para 35,8 kWh e a autonomia acompanhou os avanços - chega aos 200 km, segundos dados de fábrica. Além disso, a potência pulou para 136 cv (ganho de 20 cv), com reflexos diretos nos números de aceleração: 0 a 100 km/h em 9,6 segundos.

Outras novidades estão ligadas à conectividade. O sistema de entretenimento, por exemplo, é o Discover Pro com tela de 9,2" que, entre outras funções, oferece comando por gestos. Além disso, há compatibilidade com o aplicativo e-Remote, que por meio do smartphone fornece informações sobre autonomia e controle da temperatura interna.

 

2017 Volkswagen e-Golf

Brasil aguarda Golf GTE

No Brasil, a expectativa gira em torno do lançamento da versão híbrida plug-in GTE. Isso porque, em 2015, a Volkswagen divulgou um comunicado afirmando que o modelo estava sendo avaliado e adaptado para as condições brasileiras, dando indícios de uma eventual estreia por aqui. Contribuem para alimentar os rumores os diversos flagras já feitos de unidades parcialmente camufladas em testes. 

Fotos: divulgação 

Volkswagen e-Golf 2017