Com o sucesso do segmento, marca apostará em modelo movido a eletricidade para os novos compradores

A Ford quer juntar duas tendências em uma só: os SUVs e a propulsão elétrica. A ideia nasce após o inquestionável sucesso dos utilitários esportivos de qualquer porte no mercado mundial e a aceitação e necessidade da chamada "Geração Y" (nascidos de 1980 a 2000) pelos veículos elétricos e híbridos. 

Leia também:

Se praticamente todas as montadoras, até mesmo Porsche e Lamborghini, se adaptaram aos utilitários esportivos, a Ford quer ser uma das primeira a oferecer um produto 100% elétrico para a nova geração de compradores de veículos. O ânimo veio do aumento de 31% nas vendas europeias, com o lançamento de uma nova geração do Kuga (SUV do Focus) e do EcoSport. 

"As vendas de SUVs estão crescendo mais que qualquer outro segmento, e a consciência ecológica da Geração Y segue o mesmo caminho", disse Roelant de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviços da Ford Europa.

A resposta chegará em 2020, com um novo SUV totalmente elétrico de autonomia para até 480 km, com uso principalmente no compartilhamento de carros e soluções de mobilidade, outra preocupação da nova geração. Ele faz parte de um investimento da Ford de 4,3 bilhões de euros no desenvolvimento de veículos elétricos e de pontos de carregamento em parceria com marcas como Volkswagen e BMW.