Ex-campeão mundial de Fórmula 1, Ross Brawn voltará ao esporte em um novo cargo de diretor executivo esportivo, como parte da aquisição pela Liberty Media

Ross Brawn está de volta à Fórmula 1. Desta vez ele será o diretor executivo esportivo da categoria, fazendo parte da reformulação, após a completa aquisição da Liberty Media. A nomeação foi confirmada hoje pelo novo CEO, Chase Carey, que assume o comando do esporte no lugar de Bernie Ecclestone. Carey também confirmou que Sean Bratches assumirá um papel similar no lado comercial.

Brawn foi o conselheiro da Liberty durante sua fase de aquisição e agora foi nomeado para um papel chave em tempo integral, após a conclusão do negócio. "É fantástico voltar ao mundo da Fórmula 1", disse Brawn. "Gostei de ser o consultor da Liberty Media nos últimos meses e estou ansioso para trabalhar com Chase, Sean e o resto da equipe de Fórmula 1 para ajudar na evolução do esporte. Temos uma oportunidade quase sem precedentes para trabalhar em conjunto com as equipes e promotores para uma F1 melhor."

Carey comentou a volta de Brawn: "Estou muito feliz em receber Ross de volta à Fórmula 1. Em seus 40 anos no esporte, ele trouxe seu toque mágico para todas as equipes com as quais trabalhou, tem um incomparável conhecimento técnico, experiência e relacionamento."

E falou também sobre Bratches: "Estou emocionado que Sean está se juntando à Fórmula 1. Ele foi uma força motriz na construção da ESPN em uma das principais franquias esportivas do mundo. Sua experiência em vendas, marketing, mídia digital e distribuição serão inestimáveis à medida que vamos crescer na Fórmula 1. Estou ansioso para trabalhar com Ross e Sean, bem como os importantes executivos atuais, incluindo Duncan Llowarch, nosso CFO, e Sacha Woodward Hill, nosso conselheiro geral, a FIA, Bernie e Liberty. Estaremos todos trabalhamos juntos para fazer com que a Fórmula 1 seja melhor para as equipes, promotores e fãs nos próximos anos."

Ross Brawn vira diretor executivo da F1