Inglês que inicia ano sabático, mas que ainda está ligado à McLaren, não aposta no surgimento de outra força para superar tricampeões do mundial de construtores

Falando antes da Corrida dos Campeões em Miami, em que compete com algumas das estrelas do esporte como Sebastian Vettel, Felipe Massa, Pascal Werhlein e David Coulthard, Jenson Button disse que a aderência extra criada pelo alto downforce dos carros da F1 de 2017 poderia favorecer as equipes que utilizam motores Mercedes.

"Será uma incógnita para quem quer chegar perto da Mercedes", disse Button. "Eles foram muito fortes nos últimos três anos. Ninguém sabe como será com os regulamentos diferentes. Da maneira como os regulamentos estão agora, há muito mais arrasto. Então você precisa de grandes quantidades de potência, o que a Mercedes parece ter. Acho que se alguém conseguir os desafiar, será porque terão feito um ótimo trabalho neste inverno."

Futuro da Fórmula 1

Button, que inicia ano sabático em 2017, como piloto reserva e embaixador da McLaren, espera que os novos regulamentos ponham fim à natureza previsível da F1. "Todos nós queremos uma temporada positiva, é importante para a F1 ter muitas equipes lutando à frente", disse ele. "Nós definitivamente precisamos disso depois dos últimos três anos. E, com os novos regulamentos, isso pode ser muito positivo para o esporte, algo que era necessário. Temos a esperança de que este seja o começo de grandes coisas para a Fórmula 1 no futuro."

Falando sobre as chances da McLaren nesta temporada, Button acrescentou: "Espero que a McLaren tenha dado um bom passo à frente, mas eu não tive muito envolvimento com a equipe, então não sei em que ponto eles estão."

Jenson Button acha difícil outra equipe bater Mercedes em 2017