País vizinho pode sofrer as mesmas restrições que o México

Após as polêmicas declarações de Trump envolvendo a produção da Ford e GM no México, agora as atenções se voltam para o Canadá. Nesta semana, a administração Trump sinalizou que seu vizinho do norte poderia enfrentar as mesmas restrições comerciais, conforme diz a matéria do site Automotive News. 

O porta-voz do presidente eleito, Sean Spicer, foi questionado por repórteres se haveria a possibilidade de os impostos de importação afetarem o Canadá. Ele respondeu que a política Trump não é específica para nenhum país. "Quando uma empresa que está nos EUA se muda para outro lugar, seja Canadá ou México, ou qualquer outro país, coloca os trabalhadores americanos em desvantagem".

 

trump-1

 

Ainda de acordo com a matéria, as fabricantes mais afetadas seriam a Toyota e a Fiat-Chrysler, que têm grandes operações no país. É importante ressaltar que, se implantadas, tais medidas de restrição comercial teriam impacto ainda maior do que as sanções contra o México, uma vez que Canadá e EUA possuem laços comerciais ainda mais estreitos.

Entre os veículos que são produzidos no Canadá atualmente estão o Chevrolet Equinox, Cadillac XTS, Toyota Corolla, RAV4, Lexus RX, Honda Civic e CR-V, Ford Edge e Chrysler 300, entre outros. De fato, Ontário produz mais veículos do que qualquer outro lugar na América do Norte. Os impostos adicionados a esses veículos com alto volume de vendas não passariam despercebidos.

Leia também:

Fonte: Automotive News