Terceira geração do subcompacto tem entre-eixos mais longo, o mesmo comprimento e 11 opções de cores

Depois de uma série de aparições e de teasers, a terceira geração do Kia Picanto finalmente deu as caras oficialmente. Ainda que a estreia para o público esteja marcada apenas para o Salão de Genebra, em março, a marca não se fez de rogada e já divulgou dados interessantes sobre o subcompacto.

Leia também:

O modelo teve um aumento de 15 mm no entre-eixos, chegando a 2,40 m. Segundo a Kia, isso foi conseguido por meio da diminuição dos balanços dianteiro e traseiro, o que colocou as rodas mais no extremo da carroceria, que permaneceu com o mesmo comprimento total: 3,60 m.

 

2017 - Kia Picanto

 

O novo Picanto foi desenhado nos centros de estilo da Kia em Namyang, na Coreia, e em Frankfurt, na Alemanha. A variedade de cores em que o hatch será oferecido continua forte: serão 11 opções. Pelo menos em seus principais mercados. Importado, o Picanto, no Brasil, provavelmente terá uma oferta menor. As opções de motor do modelo devem se manter iguais. Em outras palavras, ele deve continuar com o 1.0 de 3 cilindros sob o capô. Se vier ao Brasil, ele continuará a ser flex.

 

2017 - Kia Picanto

 

É no interior, no entanto, que o carrinho deve apresentar as maiores novidades. Inspirado no interior do novo Rio, ele traz uma central multimídia com tela flutuante grande (cujo tamanho a Kia ainda não divulgou). Segundo a fabricante coreana, ele tem mais espaço na cabine e de porta-malas do que seus rivais no segmento e terá muitas opções de personalização.

 

2017 - Kia Picanto

 

As vendas do novo Picanto devem começar logo depois do Salão de Genebra, no segundo trimestre deste ano. No Brasil, espere por pelo menos uns seis meses a mais, o que o colocaria por aqui apenas no final do ano ou em 2018, se é que o Picanto, diante do quadro econômico atual, seria um modelo competitivo em nosso mercado.

Fotos: divulgação

Kia Picanto 2018