Infração teria acontecido durante testes em São Francisco, na Califórnia, e mostrou que as marcas não têm o direito de testar em vias públicas

Ao mesmo tempo em que comemoram os primeiros testes com o XC90 autônomo nos Estados Unidos, Volvo e Uber começam a enfrentar problemas relacionados à legislação. Parceiras desde agosto, as empresas estão sendo acusadas de não possuírem autorização oficial para testar a tecnologia de condução autônoma em vias públicas. Para piorar, um dos carros autônomos andou furando o sinal vermelho...

 

 

Conforme explica a Associated Press, diversas empresas conseguiram permissão para realizar o programa experimental no Estado da Califórnia, mas a Uber definitivamente não está entre elas. Em nota, o próprio departamento que regula a malha viária do Estado confirmou que a companhia precisa obter permissão para seguir com os testes.

Quanto à furada de sinal vermelho, ela teria acontecido pelo menos duas vezes. A Uber, porém, alega que o erro foi cometido pelo técnico que estava a bordo (responsável por monitorar toda a avaliação), e não pelo sistema. Tanto faz: sem licença, os testes serão proibidos em vias públicas. Te cuida, Uber!

Leia também:

 Fotos: divulgação

Volvo, Uber expand self-driving trials to San Francisco