Principal mandachuva da Fórmula 1 confirma ausência do GP da Alemanha e coloca prova em Interlagos como a única sob um ponto de interrogação

Bernie Ecclestone falou sobre o futuro calendário da Fórmula 1 para 2017. Após confirmar a ausência do GP da Alemanha, o presidente da FOM afirmou que a única dúvida permanece o GP do Brasil. Outra praça que corre risco é o GP da Itália, mas que não preocupa, já que resta apenas formalizar o acordo.

"O único ponto de interrogação, na verdade, é o Brasil", disse Ecclestone ao Motorsport.com. "Estamos nisso e espero que seja resolvido."

Ele confirmou que o novo acordo com Monza não progrediu além de um aperto de mão, apesar do chefe do circuito italiano visitá-lo em Londres no início da semana.

"Muitos apertos de mão, eles são italianos! Eles não assinaram [esta semana], eles queriam mudar algumas coisas no contrato, o que nós concordamos."

Perguntado se ele tinha alguma dúvida sobre Monza, ele disse: "Não, não, não acho que seja motivo de preocupação."

Quanto ao GP alemão, Ecclestone sugeriu que a corrida poderá retornar em 2018.

"Tínhamos um contrato que alternava com Nurburgring, e no próximo ano seria em Nurburgring. Hockenheim tem um contrato para 2018."

"Não estou surpreso, estou desapontado. O que mais um país precisa para ter grande interesse pela F1?"

Sobre as mudanças envolvendo as datas no calendário, como na Hungria, Cingapura, Malásia e México, ele comentou: "são tantas mudanças, que não me lembro. O calendário sairá na próxima semana. Coisas boas virão, pode acreditar."

Olhando mais adiante, Ecclestone admitiu que havia dúvidas sobre o futuro a longo prazo do GP de Cingapura.

"Custa muito dinheiro para ter essa corrida. Quando fizemos esse contrato, nunca foi uma ideia iluminar o lugar, foi só mais tarde que eu disse 'vamos fazer isso' e gastar outros 20 milhões do dinheiro deles."

"Eles estão dizendo: 'por 10 anos pagamos nossas dívidas, então gostaríamos que fosse um pouco mais barato'. Eles fizeram o que queriam para a marca, obviamente, eu não quero perder Cingapura, há certas corridas que é melhor não perdermos."

Principais momentos da Fórmula 1 2016