Modelo teria posição de dirigir central e portas borboleta, como o antecessor

No ano passado, rumores sobre um sucessor do McLaren F1 surgiram e foram rapidamente negados pela marca britânica. Mas eles voltaram com mais força nesta semana, segundo o site Carbuzz. E a fonte deles seria ninguém menos do que o CEO da McLaren, Mike Flewitt. Ou uma carta dele, para sermos mais precisos.

 

McLaren F1 - Sucessor
 

 

Segundo uma fonte do Carbuzz, Flewitt revelou detalhes do que a empresa chama, por ora, apenas de hiper GT. Nada a ver com o novo programa de Jeremy Clarkson na Amazon, mas sim com um Gran Turismo de muito respeito. Sua identidade com o McLaren F1 estaria nas portas-borboleta e na posição de dirigir, central, com outros dois bancos para passageiros, um de cada um dos lados do motorista.

 

McLaren F1 - Sucessor

 

Apenas 106 unidades deste novo F1 seriam fabricadas, com as entregas começando a partir de 2019. Os motores não seriam mais da BMW, como eram no original, mas sim os mesmos V8 de 3.8 litros turbinados dos McLaren atuais. Receita própria, com motores elétricos para complementar - o que dá a ideia de que o McLaren P1 possa servir de base, de algum modo, para este novo GT. O cofre do motor folheado a ouro também deve ser exclusividade do F1.

 

McLaren F1 - Sucessor

 

A fabricação ficaria a cargo da McLaren Special Operations (MSO) e permitiria uma variedade enorme de itens de personalização, o que deve tornar aquela história de "nenhum igual ao outro" bem fácil de atingir. O novo carro seria anunciado oficialmente ainda nesta semana. E há elementos fortes o suficientes para que, dessa vez, acreditemos que rumor seja agora uma informação quente. Mesmo que disfarçada de fofoca.

Fotos: divulgação

McLaren F1 - Sucessor