Jorge Lorenzo dominou de ponta a ponta o GP de Valência e deixa equipe japonesa com o triunfo no GP de Valência

No dia do adeus à Yamaha, Jorge Lorenzo sai com um gosto doce na boca. De ponta a ponta, o espanhol venceu o GP de Valência, realizado neste domingo (13). Largando na pole, Lorenzo pulou na ponta desde o início e precisou apenas controlar a vantagem que criou durante a corrida.

Marc Márquez bem que tentou se aproximar de Lorenzo, mas a distância aberta pelo piloto da Yamaha foi o suficiente para cruzar a linha de chegada em primeiro, com o campeão de 2016 terminando em segundo.

Após uma batalha intensa, Valentino Rossi foi derrotado por Andrea Iannone, que completou ao pódio. Ao veterano, restou o quarto lugar, com Maverick Viñales completando o grupo dos cinco primeiros.

A corrida

Lorenzo, como de costume, largou bem e manteve a ponta, com Iannone pulando para segundo e Viñales em terceiro. Rossi caiu para quarto e Márquez foi quem teve a pior largada, caindo para quinto.

Enquanto o espanhol seguia confortável na frente, um grupo com Iannone, Viñales, Rossi e Márquez se formava na briga pelo segundo lugar. Na curva 14, a 26 voltas do fim, o italiano superou o piloto da Suzuki. Uma volta depois, Márquez também deixou o compatriota para trás.

Rossi logo chegou em Iannone e deu início ao duelo de italianos, com Márquez e Viñales acompanhando de camarote e Andrea Dovizioso tentando se juntar ao grupo. O duelo seguia acirrado, enquanto Lorenzo abria mais de quatro segundos na liderança.

A 20 voltas do final, Rossi finalmente superou Iannone, mas não conseguiu se desgarrar do compatriota. Seis voltas depois, o piloto da Ducati devolveu a manobra sobre Rossi e retomou o segundo posto. Dois giros depois foi Márquez quem deixou o piloto da Yamaha para trás.

Na sequência, o campeão de 2016 superou Iannone e subiu para segundo. Rossi, aparentemente com a queda de rendimento que, segundo ele, a Yamaha apresenta na segunda metade da prova, começava a ser ameaçado por Viñales.

Enquanto Márquez começava a se distanciar no segundo lugar, Rossi voltava a se aproximar de Iannone na briga pelo terceiro lugar, levando Viñales junto. A oito voltas do fim, o italiano retomou o terceiro lugar. Após dois giros, Iannone deu o troco e voltou a ocupar um lugar no pódio.

Com um ritmo alucinante, Márquez tentou de tudo para se aproximar de Lorenzo. O campeão de 2015, entretanto, apenas administrou a vantagem que construíra durante a prova e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar na despedida da Yamaha.

Márquez terminou em segundo e Iannone levou a melhor na batalha italiana pelo pódio, encerrando a participação na Ducati com o terceiro lugar. A Rossi, restou o quarto posto, com Viñales completando o top-5.

Confira o resultado final:

Pos. Pontos Num. Piloto Equipe Moto Tempo/Dif.
1 25 99 Jorge LORENZO Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 45'54.228
2 20 93 Marc MARQUEZ Repsol Honda Team Honda 1.185
3 16 29 Andrea IANNONE Ducati Team Ducati 6.603
4 13 46 Valentino ROSSI Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 7.668
5 11 25 Maverick VIÑALES Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 10.610
6 10 44 Pol ESPARGARO Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 18.378
7 9 4 Andrea DOVIZIOSO Ducati Team Ducati 18.417
8 8 41 Aleix ESPARGARO Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 18.678
9 7 38 Bradley SMITH Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 25.993
10 6 19 Alvaro BAUTISTA Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 35.065
11 5 8 Hector BARBERA Avintia Racing Ducati 36.425
12 4 9 Danilo PETRUCCI OCTO Pramac Yakhnich Ducati 42.415
13 3 6 Stefan BRADL Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 49.823
14 2 45 Scott REDDING OCTO Pramac Yakhnich Ducati 52.035
15 1 43 Jack MILLER Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda 55.625
16   50 Eugene LAVERTY Pull & Bear Aspar Team Ducati 58.254
17   53 Tito RABAT Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda 58.555
18   76 Loris BAZ Avintia Racing Ducati +1'06.164
Não completaram
    36 Mika KALLIO Red Bull KTM Factory Racing KTM 11 Voltas
    35 Cal CRUTCHLOW LCR Honda Honda 14 Voltas
    26 Dani PEDROSA Repsol Honda Team Honda 24 Voltas
    68 Yonny HERNANDEZ Pull & Bear Aspar Team Ducati 26 Voltas

Jorge Lorenzo, Yamaha Racing