Salão do Automóvel: Toyota C-HR é apresentado no Brasil para testar reação do público

Toyota C-HR Ainda não foi desta vez. A Toyota optou por não trazer o C-HR de produção para o Salão do Automóvel de São Paulo, mas a vinda da versão conceitual não deixa de indicar o interesse real da marca em vendê-lo no Brasil. Já apresentado na Europa e com estreia pública marcada ainda para este mês nos Estados Unidos, o modelo é uma resposta direta ao sucesso dos rivais Honda HR-V e Jeep Renegade, além de novidades como Nissan Kicks e Renault Captur. Na versão de produção, o C-HR mede 4,36 metros de comprimento e conta com 2,64 m de distância entre-eixos, sendo ligeiramente maior que seu principal rival, o HR-V (4,29 metros e 2,61 m de entre-eixos). A plataforma é a base modular TNGA, a mesma que será usada pelo próximo Corolla.
Salão do Automóvel: Toyota C-HR é apresentado no Brasil para testar reação do público
Um dos destaques é o pacote especial de itens de segurança, que inclui piloto automático adaptativo com frenagem autônoma e reconhecimento de pedestre, além de alerta de evasão de faixa com controle da direção e faróis com facho alto automático. O lançamento nacional ainda não foi confirmado, mas o conjunto formado pelo motor 2.0 do Corolla aliado ao câmbio automático do tipo CVT é o mais cotado para o nosso mercado. Embota a Toyota negue, a rede da marca pressiona para que o modelo seja oferecido localmente no máximo em 2018. Com a demora em trazer o CH-R, a marca japonesa fica um passo atrás das concorrentes e perde a oportunidade de oferecer um produto moderno e interessante em um segmento que está fervendo. Fotos: Donizetti Castilho  

Salão do Automóvel: Toyota C-HR é apresentado no Brasil para testar reação do público

Foto de: Redação