Cobalt e Spin 2017 chegam mais equipados e até 30% mais econômicos - veja preços

A mesma mágica que a Chevrolet fez com os novos Onix e Prisma, agora se repete para a linha Cobalt e Spin 2017. Ambos chegam às lojas mais leves, com novos equipamentos e mudanças no motor 1.8 que resultam em melhora de até 30% no consumo de combustível.

Cobalt agora é Eco

Para começar, o motor 1.8 de nova geração, batizado de SPE/4 ECO em substituição ao EconoFlex, passa a entregar até 111 cavalos de potência (3 cv a mais) e 17,7 kgfm (antes 17,1 kgfm) de força com etanol, com pico atingido a apenas 2.600 rpm, ante 3.200 rpm do modelo anterior. As mesmas alterações do propulsor 1.4 foram aplicadas no 1.8, como o conjunto de pistões e bielas redesenhado e mais leve, além de modificações nos anéis de pistão e no tipo de óleo lubrificante, 0w20, mais fino e com menor esforço em fase fria. A taxa de compressão foi ajustada com foco na melhor performance e o módulo eletrônico, responsável por controlar as diversas funções do motor, está 40% mais rápido e potente. O sistema de arrefecimento recebe novos trocadores de calor, mais eficientes, e ventiladores mais leves e inteligentes. A parte elétrica possui gerenciamento contínuo da bateria e otimização no uso do alternador de alto rendimento. Os pneus agora são verdes, de baixa resistência à rolagem, e todo o sistema de rolamento das rodas também foi revisto para deixar o Chevrolet "mais solto".
Cobalt e Spin 2017 chegam mais equipados e até 30% mais econômicos - veja preços
Como no Onix e Prisma, a transmissão manual passa a ter seis marchas também no Cobalt e Spin, o que permite uma redução na rotação do motor em velocidade de cruzeiro. Aos 120 km/h, por exemplo, o painel registra 2.650 rpm (antes era 3.300 rpm). Já a transmissão automática ganhou novo ajuste, mais suave e linear nas trocas de marcha. Na parte dinâmica, ambos recebem direção elétrica, o que também colabora no consumo, e os conjuntos de suspensão foram revistos, com uma redução de 10 mm na altura e ajustes em amortecedores, molas, batentes e barra estabilizadora para melhorar a dirigibilidade, já privilegiada com a direção elétrica. O Cobalt também perdeu peso, que junto com as modificações mecânicas, resultou em economia até 21% maior. Com isso, passa a ser o modelo 1.8 Flex mais eficiente do mercado nacional, de acordo com dados do Inmetro, com consumo de gasolina de até 15,1 km/l na estrada e 12,1 km/l na cidade. Com etanol, são 10,4 km/l e 8,3 km/l, respectivamente.
Cobalt e Spin 2017 chegam mais equipados e até 30% mais econômicos - veja preços
Entre os equipamentos, o Cobalt incorpora novas funções para o sistema OnStar, como navegação por setas projetada na tela do MyLink e aplicativo para smartphone com dispositivo de diagnóstico, que informa a pressão de cada um dos pneus e a quilometragem total percorrida pelo automóvel. Antes item exclusivo das versões com câmbio automático, o OnStar chega para todas as versões do Cobalt 2017. Entre os itens disponíveis para o sedã, estão câmera de ré com guias auxiliares, sensor de estacionamento com gráficos, sensor de chuva, sistema de acendimento automático dos faróis, volante com controle das funções do rádio e telefone e acionamento das travas e vidros por controle remoto. O sedã da Chevrolet ganha ainda duas novas opções de cores para a carroceria: o Azul Blue Eyes e o Preto Ouro Negro, ambas metálicas, que se juntam ao Cinza Grafite, ao Bege Peper Dust, ao Branco Summit, ao Prata Switchblade e ao Marrom Mogno Brown.

Spin traz soluções inéditas

Além das mesmas atualizações mecânicas do Cobalt, o Spin traz mais inovações. Inédito entre os carros de produção nacional, a minivan ganha grade ativa do radiador e tem como principal objetivo reduzir o arrasto aerodinâmico através do controle de abertura e fechamento das aletas, restringindo assim a entrada de ar para o compartimento do motor quando não demandado pelo sistema de arrefecimento ou pelo ar condicionado do veículo. O controle é feito através da central eletrônica do carro.
Cobalt e Spin 2017 chegam mais equipados e até 30% mais econômicos - veja preços
“A grade ativa do radiador é uma tecnologia comum apenas em carros importados mais sofisticados e ajuda a reduzir o consumo do Spin em cerca de 30%. Na prática, é como se o consumidor ganhasse quase quatro meses de combustível no ano”, calcula Fabiola Rogano, vice-presidente de Engenharia da General Motors. O Spin também recebeu as mesmas mudanças na suspensão e direção do Cobalt, e teve seu peso reduzido enquanto a rigidez estrutural foi aumentada. Mais de 100 componentes foram aperfeiçoados, aumentando a aplicação de aço de alta resistência em painéis e reforços, resultando em uma redução de até 33 kg. Segundo o Inmetro, o Spin registra consumo da gasolina de 13,7 km/l na estrada e 11,8 km/l na cidade, enquanto com etanol é de 9,4 km/l e 8,1 km/l, respectivamente. Outra novidade da minivan é a chegada do OnStar para todas as versões, como no Cobalt, com o sistema de diagnóstico do veículo e navegação por setas no MyLink. A versão Advantage foi revista e agora traz câmbio automático com preço atrativo.

Preços: Cobalt e Spin 2017

Cobalt 1.8 LTZ - R$ 62.190 Cobalt 1.8 LTZ Automático - R$ 66.690 Cobalt 1.8 Elite Automático - R$ 68.990 Spin 1.8 LS - R$ 57.990 Spin 1.8 LT - R$ 61.490 Spin 1.8 Advantage Automático - R$ 66.690 Spin 1.8 Activ Automático - R$ 69.990 Spin 1.8 LTZ - R$ 67.990 Spin 1.8 LTZ Automático - R$ 71.990

Cobalt e Spin 2017 chegam mais equipados e até 30% mais econômicos - veja preços

Foto de: Fábio Trindade