Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna

Longe de viver seus melhores dias, o Siena foi o destaque negativo de maio entre os sedãs de entrada. Com apenas 2.883 unidades emplacadas, o Fiat perdeu quase 40% das vendas em apenas um ano e atingiu o seu pior desempenho comercial desde setembro de 2003 (2.709).
Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna
Único a crescer na comparação com abril (+7,2%) e com maio de 2015 (+2,3%), o líder Chevrolet Prisma abriu quase 1,4 mil unidades de vantagem sobre o Hyundai HB20S, este pela primeira vez acima das quatro mil unidades em 2016 (4.001).
Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna
Por menos de 100 unidades, o Ford Ka+ (1.874) novamente venceu o renovado VW Voyage (1.796) na briga pela quarta posição. Com recuo menor do que os dois rivais em relação ao ano passado (-38,8%), o Renault Logan (1.710) foi o sexto.
Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna
Tendo novamente um de seus piores desempenhos desde o lançamento, o Chevrolet Classic (1.481) ao menos deixou a última posição do ranking. Mesmo com a menor queda sobre 2015 (-3,7), as 1.407 unidades comercializadas do Versa não foram suficientes para tirar o Nissan da lanterna.
Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna
Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna
Observação: - As vendas do Fiat Siena também incluem a versão Grand Siena, já que a Fenabrave não segrega as vendas do modelo. Fonte: Fenabrave

Sedãs de entrada: Siena volta a níveis de 2003; Versa fica na lanterna

Foto de: Thiago Parísio