Mitsubishi fará parte da Aliança Renault-Nissan, diz chefão

Apesar de pouco falado até agora, a aquisição de participação da Mitsubishi pela Aliança Renault-Nissan terá desdobramentos importantes até o fim deste ano, conforme reporta a publicação Automotive News. Em fala no Salão de Paris, Carlos Ghosn, CEO da Renault-Nissan, disse que um plano maciço será anunciado em breve. O executivo disse: "Este não é um negócio onde podemos dizer, 'ok, nós fizemos o negócio, agora vamos pensar o que podemos fazer juntos'. Não. O dia em que anunciar o acordo, vamos dizer exatamente o que vamos fazer juntos. E é enorme. É enorme entre Mitsubishi e Nissan. E também pode ser muito significativo entre a Renault e Mitsubishi".
Mitsubishi fará parte da Aliança Renault-Nissan, diz chefão
A Nissan e Mitsubishi tem um longo relacionamento, sendo um deles a produção pela Mitsubishi de alguns Kei-cars no mercado japonês para a Nissan. Em abril deste ano, a Mitsubishi admitiu a falsificação de dados de consumo de combustível que resultou na renúncia do presidente da empresa, Tetsuro Aikawa. A bagunça administrativa e financeira que se seguiu foi tanta que permitiu a Renault-Nissan intervir. Aguardando a aprovação legal e de governo, o acordo de US$ 2,2 bilhões para a aquisição 34% de participação na Mitsubishi é esperada que aconteça antes do fim deste ano. A Aliança Renault-Nissan foi formada há 17 anos, quando ambas as empresas estavam à beira do abismo. Tanto o lado francês como o japonês colaboram nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, gestão e compras. Ghosn pretende fazer da Mitsubishi um parceiro na aliança, em vez de relegá-la a ser um mera marca. "Mitsubishi, neste caso, vai se juntar à aliança. A aliança é no desenvolvimento de sinergias. Sabemos que há uma série de sinergias com a Mitsubishi e estrategicamente temos um monte de conexões." Os mercados exatos onde a aliança ampliada irá operar, ainda serão determinados. Nos Estados Unidos, por exemplo, Mitsubishi e Nissan competem diretamente. "Nós vamos ter que nos aprofundar mais nos Estados Unidos, mas quando se fala de compras, engenharia, plataformas, motores, e veículos híbridos plug-in o mercado é enorme." Fonte: Automotive News

Mitsubishi fará parte da Aliança Renault-Nissan, diz chefão

Foto de: Redação