Chery vai apresentar novo SUV nacional (baseado no Celer) no Salão do Automóvel

Chery Tiggo 3X (derivado do Celer) Nesta quarta-feira (21) a Chery comemora dois anos de produção no Brasil. Em comunicado, a marca relembra o investimento de US$ 430 milhões para a construção da nova fábrica, as dificuldades enfrentadas no período e a mudança de estratégia, agora com foco nos SUVs.
Chery vai apresentar novo SUV nacional (baseado no Celer) no Salão do Automóvel
Interior do Tiggo 3X Nesses primeiros dois anos no país a fábrica enfrentou adversidades como alta do dólar, crise política e greves que resultaram em longas negociações com o sindicato. Tudo isso teve forte impacto na produção da dupla Celer hatch/sedan e atrasou a chegada do New QQ. Com tudo isto, a marca deu uma guinada em sua estratégia, ajustando a linha de produção para 20.000 unidades/ano com foco no segmento de SUVs. Prestes a começar a produzir o terceiro modelo em Jacareí (SP), a fabricante também anunciou que irá mostrar novos modelos Salão do Automóvel, em novembro. A novidade mais aguardada é aquele que terá a missão de ser o SUV de entrada marca, o jipinho feito sobre a plataforma no Celer e que já foi apresentado na China no começo deste ano. Chamado de Tiggo 3X, ele usa a mesma base mecânica do hatchback: motor 1.5 16V associado ao câmbio manual de cinco marchas. O preço deve ficar mais próximo dos hatches "aventureiros" (Onix Activ, HB20X) do que dos tradicionais SUVs compactos (EcoSport, HR-V). Chery Tiggo 5 Outra novidade aguardada é a versão mais recente do Tiggo 5, que no futuro também terá produção nacional. Por fim, ainda há o belo Tiggo 7, recém-apresentado na China, sendo o maior e mais equipado da família de SUVs. Leia também:  Chery promete QQ nacional em 2016 e pelo menos três SUVs até 2017 Salão de Pequim: cotado para o Brasil, Chery Tiggo 3X baseado no Celer é revelado Fotos: IAB/CarNewsChina

Chery vai apresentar novo SUV nacional (baseado no Celer) no Salão do Automóvel

Foto de: Redação