Símbolo da fusão Fiat-Chrysler, Dodge Dart deve se despedir do mercado neste mês

Considerado um dos primeiros frutos da fusão da Fiat com a Chrysler, o sedã Dart, vendido sob a bandeira da Dodge, está com os dias contados no mercado. Conforme explica a imprensa norte-americana, o fim da produção do modelo (já previsto há alguns meses) deve finalmente se concretizar nas próximas semanas. O carro foi lançado na América do Norte em meados de 2012 e sai de linha por não corresponder às expectativas da FCA quanto à performance comercial.
Símbolo da fusão Fiat-Chrysler, Dodge Dart deve se despedir do mercado neste mês
Desenvolvido sobre a plataforma do Alfa Romeo Giulietta, o Dart tinha a árdua missão de rivalizar com os campeões de venda Honda Civic, Toyota Corolla e Chevrolet Cruze. No entanto, a tarefa nunca foi cumprida com êxito e no melhor ano de vendas, 2015, apenas 87.392 unidades foram emplacadas - números distantes das cifras dos rivais, que somam anualmente entre 200.000 e 300.000 emplacamentos.
Símbolo da fusão Fiat-Chrysler, Dodge Dart deve se despedir do mercado neste mês
Com a saída do Dart (e provavelmente também do Chrysler 200), a FCA concentrará todas as atenções no segmento de SUVs - categoria em plena ebulição e altamente lucrativa. Do outro lado do mundo, porém, o Dart terá um remanescente - o médio Viaggio, vendido na China com o emblema da Fiat em versões hatchback e sedã. Na prática, é um clone do Dart. Fotos: divulgação 

Símbolo da fusão Fiat-Chrysler, Dodge Dart deve se despedir do mercado neste mês

Foto de: Dyogo Fagundes