Multas de trânsito vão ficar mais caras; uso de celular vira infração gravíssima

Se você é um daqueles motoristas ninjas que conseguem dirigir e ao mesmo tempo fazer diversas atividades no celular, como acessar redes sociais, trocar mensagens (texto e áudio) ou algo parecido, saiba que estará cometendo uma infração gravíssima. A presidente Dilma Rousseff sancionou na quinta-feira (5) o reajuste nos valores das multas de trânsito e também medidas que endurecem as punições previstas no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) que eram praticamente ignoradas por muitos. A partir de novembro, motorista flagrada falando ou "manuseando" o telefone será autuado com uma infração gravíssima, ou seja, o valor da multa será de pesados R$ 293,47 e sete pontos garantidos na CNH. Para ficar mais claro, o termo "manuseando" abrange desde o fato de ficar com o celular na mão enquanto dirige, contemplando desta forma que dá aquela olhada nas redes sociais enquanto dirige. Outra modificação punirá os espertinhos que param, rapidinho ou por cinco minutos, nas vagas de deficientes. A partir de novembro, quem não tiver a credencial para uso das vagas especiais ou de idosos também poderá ser multado por infração gravíssima. Para os casos de multas gravíssimas que cabem o multiplicador de 10 vezes, caso de quem disputa racha ou força a ultrapassagem em estradas, o valor será de R$ 2.934,70.
Multas de trânsito vão ficar mais caras; uso de celular vira infração gravíssima
A partir de novembro quem for parado e se recusar a fazer teste de bafômetro, exame clínico ou perícia para verificar presença de álcool ou drogas no corpo, também será autuado com infração gravíssima com o multiplicador de 10 vezes e valor de R$ 2.934,70. Assim, quem for pego dirigindo após ingerir bebida alcóolica ou fizer uso de entorpecentes pode até se recusar a fazer o teste, mas pagará a multa salgada e pode ter o direito de dirigir suspenso. Se for reincidente em menos de 12 meses, a multa será dobrada, chegando a R$ 5.869,40. De imediato, passam a vigorar novas multas para quem interromper, restringir ou perturbar a circulação na via com algum tipo de veículo, sem autorização do órgão de trânsito, como visto nas recentes manifestações. Neste caso, além de ser considerada infração gravíssima, terá  multiplicador de 20 vezes no valor da multa, o que eleva o total para R$ 5.869,40. Os novos valores começam a valer depois de 180 dias da publicação da lei, que ocorreu ontem, 05 de maio. Novos valores de multas (válidos a partir de novembro: Infração leve - De R$ 53,20 para R$ 88,38 Infração média  - De R$ 85,13 para R$ 130,16 Infração grave  - De R$ 127,69 para R$ 195,23 Infração gravíssima  - De R$ 191,54 para R$ 293,47

Multas de trânsito vão ficar mais caras; uso de celular vira infração gravíssima

Foto de: Redação